Notícias curtas: Doctor Who, Wednesday, Chicago Fire e mais
| 20 Nov, 2023

Publicidade

As notícias curtas desta semanas são muito variadas, estando relacionadas com locais de filmagens, especiais de Natal, novidades de elenco e novas séries que ainda vão chegar, destacando entre as diferentes mencionadas Doctor Who, Wednesday, Law & Order e Chicago Fire.

  • As filmagens da 2.ª temporada de Wednesday vão decorrer na Irlanda, segundo avançou o site Deadline. O início da produção estará previsto apenas para o final do mês de abril de 2024, o que significa que a estreia da nova temporada ainda está longe de acontecer na Netflix. Já tinha sido especulado que, caso houvesse uma 2.ª temporada (confirmação que ocorreu em janeiro), a localização da série teria de ser alterada, dado alguns desafios logísticos que as gravações da 1.ª temporada enfrentaram na Roménia.
  • A Netflix renovou a série dramática Água Mortal (Kaala Panni, no título original) para uma 2.ª temporada. Passada nas Ilhas de Andaman e Nicobar, esta série indiana de sobrevivência vai continuar a levar os espectadores numa jornada em que é investigada a misteriosa doença que assolou as ilhas e o processo de descoberta para uma cura. A temporada de estreia foi lançada a 18 de outubro na plataforma.
  • A atriz Nicola Coughlan (Bridgerton) vai participar no especial de Natal de 2024 de Doctor Who. A confirmação foi dada, numa conferência de imprensa, pelo showrunner, Russell T Davies. Quanto ao especial deste ano, é dividido em três episódios para celebrar o 60.º aniversário da série, juntamente com um especial de Natal, que vamos poder ver no Disney+. Segue-se a primeira imagem de Coughlan em personagem:
  • Jon Hamm (Mad Men, Fargo) foi escolhido para protagonizar American Hostage, a adaptação do podcast com o mesmo título. O ator vai retomar o papel que tinha no podcast. A série, que é inspirada num caso verídico, é descrita como um thriller psicológico que conta a história real de Fred Heckman, um jornalista cuja vida dá uma reviravolta quando um raptor, Tony Kiritsis, exige ser entrevistado no seu programa de rádio.
  • Jeffrey Donovan não regressa para a 23.ª temporada de Law & Order. Não houve nenhum anúncio por parte da NBC, mas algumas fontes próximas à produção da série, segundo revela o TVLine, indicam que o ator foi dispensado por motivos criativos. Um novo personagem regular deverá preencher o lugar deixado por Donovan, que interpretou o Detetive Frank Cosgrove nas temporadas 21 e 22 da série.
  • Ainda sobre saídas de elenco, a atriz Kara Killmer, que dá vida a Sylvie Brett, vai deixar Chicago Fire na segunda parte da 12.ª temporada. Killmer ainda aparecerá nalguns episódios, mas não se sabe ao certo em quantos. Não foram avançados motivos para a saída da atriz.
  • Com Bosch: Legacy ainda em exibição, o universo da série Bosch está prestes a expandir-se com um novo spin-off, ainda sem título, com dez episódios, encomendado pela Prime Video. A nova série vai passar-se no departamento de casos antigos por resolver da polícia de Los Angeles e foca-se na detetive Renée Ballard, uma personagem que ainda não apareceu em nenhuma das séries do universo. Ela é chamada para liderar o departamento, mas, entre investigações, depara-se com uma grande conspiração e pede ajuda a Harry Bosch (Titus Welliver) para descobrir os verdadeiros perigos que ameaçam a equipa e a sua vida.
  • Depois das greves dos argumentistas e dos atores, que afetaram Hollywood nos últimos meses, agora é a indústria televisiva francesa que enfrenta a sua própria greve. Ao que tudo indica, o motivo para a greve prende-se, primeiramente, com a falta de aumento salarial dos funcionários do setor, cujo poder de comprar diminuiu significativamente, e com um declínio nas condições de trabalho, como resultado do crescimento das plataformas digitais. Séries como The Walking Dead: Daryl Dixon, HPI e Marie Antoinette estão a ser afetadas por esta greve, que pode significar um fim de ano turbulento para a televisão francesa.

Publicidade

Populares

calendário estreias posters junho 2024

Clãs da Galiza Clanes Netflix

Recomendamos