Greve dos argumentistas chegou ao fim
| 27 Set, 2023

Publicidade

A greve dos argumentistas de Hollywood chegou oficialmente ao fim na madrugada desta quarta-feira (dia 27), com a liderança do WGA a votar para pôr fim à greve e enviar os seus membros de volta ao trabalho.

Todos os membros do sindicato terão ainda de votar para aprovar o contrato acordado com a AMPTP, o que acontecerá de 2 a 9 de outubro. No entanto, durante este período, as equipas de argumentistas de programas de televisão podem retomar os seus trabalhos e voltar a “apresentar, vender argumentos, realizar reuniões” e “responder a notas,” de acordo com o The Hollywood Reporter, tarefas que estavam proibidas durante a greve. “Isto permite que os escritores regressem ao trabalho durante o processo de ratificação, mas não afeta o direito dos membros de tomar uma decisão final sobre a aprovação do contrato,” afirmou a WGA no comunicado aos seus filiados.

A greve teve várias exigências, incluindo melhores royalties para programas de streaming, requisitos mínimos da equipa para evitar “mini rooms” (equipas menores que o normal e menos bem pagas) e salvaguardas contra o uso de inteligência artificial (IA), entre outras exigências. A greve durava desde maio, tendo terminado assim ao fim de quase 5 meses, e deixou ao longo da sua duração um rasto de projetos atrasados e cancelados/descartados. Os canais de televisão tradicionais americanos foram os mais afetados a curto prazo, pois não puderam concretizar a grelha prevista para o outono. Relativamente às plataformas de streaming e semelhantes, o impacto pode vir a ser sentido a médio/longo prazo.

O sindicato de atores SAG-AFTRA também está em greve desde julho, com algumas das mesmas exigências que o WGA. Ainda não há informações sobre quando as negociações podem ser retomadas entre SAG-AFTRA e AMPTP.

Publicidade

Populares

calendário estreias posters junho 2024

those about to die

Recomendamos