O Punho de Ferro de Finn Jones
| 25 Mar, 2024

Publicidade

Finn Jones, conhecido pelos seus papéis em Iron Fist e Game of Thrones, foi um dos principais convidados na 10.ª edição da Comic Con Portugal. O Séries da TV teve a oportunidade de conversar com o ator, tanto na conferência de imprensa, como numa entrevista individual.

Conferência de Imprensa

Com muita boa disposição, Finn entrou na sala a cumprimentar os jornalistas e logo iniciamos a conversa com sua série da Marvel, Iron Fist. Finn afirma que a sua entrada no universo não foi algo planeado e que simplesmente aconteceu. Teve de fazer duas ou três audições para o papel (que na altura ainda não sabia que era para a Marvel) e afirma que a parte mais difícil de ser ator é ter, pelo menos, duas audições por semana, onde é necessário ler o guião, criar uma paixão pelo papel e entregar-se ao mesmo, num curto período de tempo, e na maioria das vezes não é possível entrar para o projeto. Ao longo da conversa, nota-se que Finn não esconde as imensas dificuldades que é estar dentro desta indústria, demonstra perseverança e diz que é necessário lutar e não desistir. Também deu o exemplo de que, na semana passada, recebeu a notícia de que não foi aceite num projeto onde tinha bastante interesse, porém rapidamente já recebeu uma ligação para testar outro papel.

Ao longo dos três anos que esteve atrelado a Danny Rand, teve muito treino físico e uma alimentação rigorosa. Afirma que decidiu ficar a morar em Nova Iorque, após a experiência de filmar nas ruas da cidade, por sentir que era como fazer uma performance de teatro ao ar livre. Ainda conta uma história de como iriam filmar uma cena de ação na estação Penn Station, porém tinha acabado de haver um jogo desportivo e recorda-se que os fãs mais embriagados ficavam a gritar e a “apoiar” as cenas. Após seis meses a gravar a 1.ª temporada de Iron Fist, passou para as gravações de The Defenders duas semanas depois, e os atores sentiram-se aliviados por compartilhar o protagonismo entre si, ao invés de terem uma enorme pressão em estarem a protagonizar sozinhos as suas próprias séries.

Quando perguntado se levou algo do set de filmagens, desde um objeto físico ou um algum maneirismo, Finn diz que em Iron Fist não levou nada físico, porém levou consigo mesmo todo o otimismo e esperança que habita na personagem, mesmo com todas incertezas e desilusões na vida de Danny. Quanto a algum objeto, diz que levou uma pequena estátua da liberdade do set de Luke Cage.

Finn também afirma que sente-se atraído por personagens complexos, como Sam Bowles em Dickinson. Porém, por vezes, quando interpreta algum personagem sombrio e profundo, não é tão fácil retornar à sua própria realidade, mas diz que a música o ajuda nesta questão. Podes descobrir qual é a música que ajuda Finn na entrevista, abaixo, e no nosso canal de YouTube.

O Imortal Punho de Ferro/O Cavalheiro das Flores

Assim como André Lamoglia, Finn Jones esteve presente na Comic Con durante dois dias (23 e 24), por isso teve direito a dois painéis, onde os moderadores puderam focar as perguntas em Iron Fist e Game of Thrones, respetivamente, mas os fãs podiam fazer as perguntas que quisessem.

finn jones comic con portugal

Finn revelou que ninguém lhe havia explicado o quão físico o papel de Danny Rand iria ser, pois a série foi sendo escrita com o tempo. Então, na altura em que fez audição para o papel, as suas características ainda não estavam bem definidas, tanto que a série não iria ser sobre artes marciais. Dito isto, considera que foi escolhido pelas suas capacidades de atuação e não tanto pela parte física.

O ator falou um pouco sobre sua relação com a atriz Jessica Henwick, que interpreta Colleen Wing, o interesse amoroso de Danny. Diz que ambos conheceram-se numa Comic Con e quando ele soube que ela estava a fazer audições para a série, numa altura que ele já tinha conseguido o papel principal, ambos iriam fazer um “screen test”, então Finn contactou-a para ambos se prepararem para conseguiram demonstrar que tinham uma boa conexão em frente do showrunner.

O que muitos fãs queriam saber era se ele considera que Danny Rand possa voltar ao universo Marvel. Ele diz que sim. No entanto, não sabe se será o próprio ou outro ator, mas que adoraria voltar a interpretar a personagem.

Em relação a Game of Thrones, Finn compara as duas personagens e diz que interpretar Loras Tyrell não foi tão intenso quanto Danny, porém aprecia bastante a personagem e que também aprendeu muitas coisas com ele. Por falar em Tyrell, não deixou de elogiar Natalie Dormer e Dianna Rigg, dizendo que foi um imenso prazer em trabalhar com ambas.

Um fã perguntou-lhe se ele gostaria de participar noutro grande projeto, a resposta? Duna. Afirma que adoraria interpretar um personagem mais “nojento” como o de Austin Butler. Finn também admitiu que no momento não está atrelado a nenhum projeto, mas que continua a trabalhar para encontrar o próximo.

Sendo o dia do seu aniversário no painel “O Cavalheiro das Flores”, os apresentadores Cara & Coroa fizeram uma surpresa a Finn e levaram-lhe um bolo de red velvet para o palco enquanto o público cantava os parabéns. De seguida, uma fã dirigiu-se ao microfone e perguntou se Finn poderia compartilhar um pedaço de bolo com ela, já que também era o seu aniversário! Num daqueles momentos que irá ficar guardado na história da Comic Con, Finn foi até a beira do palco encontrar a fã enquanto ambos comeram o bolo com as mãos.

Confere, abaixo, o vídeo da nossa entrevista individual com o ator, também disponível no nosso canal de YouTube.

Créditos das imagens: Inês Salvado (Séries da TV)

Publicidade

Populares

estreias calendário séries março 2024

A Gentleman in Moscow Skyshowtime

Recomendamos