Classificação

9.5
Interpretação
8.5
Argumento
9
Realização
9
Banda Sonora

[Contém spoilers]

Passados cinco episódios extra da 10.ª temporada de The Walking Dead que, de forma geral, se podem avaliar como medianos, chega Here’s Negan e alcança todas as expectativas sobre esta viagem ao passado daquela que é a personagem mais controversa da série.

Este era o episódio mais esperado do pack adicional e não podia ter sido melhor. Já se sabiam algumas coisas sobre a famosa mulher de Negan, Lucille, cujo nome o ex-vilão deu a um taco que usava para matar pessoas. Mas o que realmente surpreendeu foram as várias facetas, demonstradas em 40 minutos, desta personagem que tanto tem marcado The Walking Dead.

Poucas devem ser as pessoas que não se sentem divididas em relação à forma como olham para Negan. Se por um lado não há como não ficar com pena e ter vontade de o abraçar sempre que ele é olhado de lado, por outro um “eu” passado grita no ouvido ‘Ele matou o Glenn!’. O mais provável é esta dualidade permanecer até ao final da série e será igualmente esse o objetivo da produção. Não há como negar que são todas as vertentes ligadas a Negan que o tornam numa personagem tão interessante e num dos grandes trunfos da série.

Tendo em conta aquilo que já vimos do ex-vilão e as poucas pistas que fomos apanhando ao longo das últimas temporadas, sabíamos que a grande causa das suas ações e a motivação da persona que liderava os Saviors era a morte da sua mulher. O que de certeza não esperávamos era que Negan tivesse sido um professor de educação física antes do apocalipse. Essa foi, provavelmente, a revelação mais chocante de todo o episódio! Ironias à parte, Here’s Negan abriu as portas para as vidas de Negan e Lucille na fase pré-apocalipse e nas semanas seguintes ao mundo tornar-se no inferno, revelando que o outrora assassino maníaco também teve um passado normal antes da existência de zombies e que há uma espécie de justificação para aquilo em que se tornou depois.

Jeffrey Dean Morgan guiou este episódio de forma exemplar e soberba com a sua atuação. A forma como conseguiu fazer transparecer os diferentes “Negans” contribuiu e contribui em tudo para que a personagem tenha tanto eco no público, mesmo depois de tudo o que fez. Também Hilarie Burton-Morgan, uma estreante em The Walking Dead, teve uma repercussão imediata nos espectadores. Lucille tinha de ser uma personagem com um caráter e uma personalidade fortes e a sua morte teria de ter sido marcante para toldar tanto o juízo de Negan. A interação entre os dois atores esteve no ponto e nem poderia ser de outra forma, uma vez que Jeffrey e Hilarie são mesmo casados no mundo real.

Além de revelar o nascimento do Negan vilão, este episódio revelou também o momento em que Negan recebe o tão famoso taco, conhecido como Lucille. A antiga Savior Laura, que após a derrota desse grupo se juntou a Alexandria, esteve presente no percurso do seu futuro líder desde o primeiríssimo momento e pode-se mesmo dizer que sem ela talvez não houvesse Negan para ninguém. Pelo menos não nesta versão. Fala-se já num possível spin-off focado em Negan, seja em série ou filme, que aprofunde a história do vilão e dê a conhecer ao público todo o seu percurso até ao momento em que fez o tão famoso “Eeny, Meeny, Miny, Moe”. Com tanta continuação do universo TWD em cima da mesa no AMC neste momento, por que não mais um?

E no meio desta viagem às origens, houve ainda espaço para vislumbrar o presente e o que poderá ser o futuro. Negan está decidido a ficar em Alexandria e a viver a sua vida, mesmo que Maggie esteja a léguas de concordar. É nos momentos em que ambas as personagens se cruzam no ecrã que os sentimentos de divisão em relação a Negan surgem. Como não ficar do lado de Maggie quando sabemos que a causa da morte de Glenn está mesmo ali à sua frente, vivo e de saúde? Serão sentimentos que estarão bem presentes na próxima e última temporada de The Walking Dead e cujo final é difícil de prever.

Here’s Negan marca o fim oficial da 10.ª temporada, mas já há novidades sobre a 11.ª. A espera até à chegada dos novos episódios não será longa, visto que a estreia está marcada para o dia 22 de agosto. De acordo com o Entertainment Weekly, serão lançados três “pacotes” de oito episódios cada, totalizando os 24 episódios da última temporada. Prevê-se que o final da série só chegará no verão de 2022, o que significa que mais ou menos daqui a um ano dizemos o derradeiro adeus a TWD.

Estás a postos para uma última visita a esta história do universo?

Beatriz Caetano