Rabbit Hole – 01×01 – Pilot
| 03 Abr, 2023
8.3

Publicidade

Tento aprender algo novo todos os dias e hoje aprendi que existem trabalhos como o de John Weir, que orquestra espionagem corporativa e leva a que as pessoas percam milhões de dólares simplesmente por fazer algumas ‘coincidências’ alinharem-se de uma maneira não tanto ao acaso. É assim que tudo começa em Rabbit Hole, que teve a estreia do seu pilot no passado dia 31 de março, na SkyShowtime.

O primeiro episódio começa a um ritmo de agradar ao coração e felizmente terminou tal como começou. Aliás, conseguiu melhorar ao aliar-se a pequenos twists que foram acontecendo e que mudaram agradavelmente o rumo dos acontecimentos e que culminaram em acontecimentos cada vez mais estranhos e que nos deixam com vontade de saber o que estará por vir nos próximos episódios.

Se há algo que pode definir Weir (Kiefer Sutherland), personagem principal, é a paranoia: o medo de estar a ser perseguido a cada esquina que cruza é constante e advém do estilo de vida que leva. A aliar a tudo isto, raramente confia nas pessoas, o que o vai levar a caminhos sem retorno.

Tudo vai acontecendo tal como quando se cai numa toca de coelho (rabbit hole) da vida real. A razão pela qual não se consegue parar de ir mais fundo quando se começa a cair é que não há espaço para se conseguir virar e voltar para trás. Mas onde vai este buraco levar? Quem será o mau da fita? Qual será o enredo principal? Muitas perguntas ainda no ar, mas o passeio até agora está agradável e por isso não senti/sinto pressa em ver estas questões resolvidas.

A história parece interessante? E é mesmo (ou pelo menos os primeiros 45 minutos foram). Senti claramente a adrenalina de séries como 24 ou Homeland. Kiefer consegue-nos trazer a mesma intensidade, adrenalina e astúcia de outras andanças. Não sei se é apenas fogo de vista ou se realmente se tornará algo tão bom quanto as mencionadas, mas tem tudo para o conseguir.

Ainda há muitas personagens e histórias para desenvolver em Rabbit Hole e as coisas podem ficar muito confusas e/ou sem grande sentido (algo que já começou a acontecer no pilot), o que poderá levar a que no final o bolo todo não seja tão bom como todos os seus ingredientes individualmente. No entanto, até agora, não há um personagem introduzido que não tenha tido um propósito e isso normalmente é metade da batalha para começar uma nova série com o pé direito.

No fim de contas, não sei se Rabbit Hole nos vai deixar loucos, entreter-nos ou ambos, mas para quem quer apenas ver Sutherland correr, entrar e sair de problemas tal como Jack Bauer costumava fazer, então esta série deve claramente satisfazer esse desejo (isto se os próximos episódios mantiverem a intensidade deste).

8.3
8
Interpretação
8.5
Argumento
8.5
Realização
8
Banda Sonora

Publicidade

Populares

calendário estreias posters maio 2024

the big cigar

Recomendamos