No início de janeiro, a Netflix anunciou que Bridgerton estaria estimada para chegar a 63 milhões de subscritores* nas suas primeiras quatro semanas de lançamento (os famosos 28 dias). Acontece que a série ultrapassou esse valor e por muito (confere o vídeo abaixo). Bridgerton é agora a série mais vista do serviço de streaming, com 82 milhões de visualizações em todo o mundo nos primeiros 28 dias desde a estreia, batendo o recorde anterior da Netflix.

A série esteve no top 10 de todos os países onde a plataforma está disponível, com a exceção do Japão, e em 83 desses países chegou ao número um. Bridgerton fica, assim, à frente do antigo recorde da 1.ª temporada de The Witcher (76 milhões nos primeiros 28 dias).

Bridgerton é uma adaptação dos romances best-sellers de Julia Quinn, criada para a televisão por Chris Van Dusen e produzida pela Shondaland, a produtora de Shonda Rhimes. A série de época explora o universo sensual, exuberante e competitivo da alta sociedade de Regency London, tendo no centro da história a poderosa família Bridgerton, composta por oito irmãos que vão ter de navegar o mercado dos casamentos em busca de romance, aventura e amor.

O sucesso indiscutível da crítica e o crescente interesse pela cultura pop de Bridgerton, que estreou oito episódios no dia de Natal, vem no seguimento do aclamado lançamento da Netflix, The Queen’s Gambit, que teve a sua estreia no dia de Ação de Graças. Assistida por 62 milhões de famílias nos seus primeiros 28 dias, estabeleceu o recorde de minissérie mais vista até aos dias de hoje.

Este mês, a Netflix também viu Lupin a obter resultados impressionantes.

*Os números que a Netflix contabiliza são baseados em subscritores que assistiram a pelo menos dois minutos de um determinado conteúdo.
Nota: este artigo foi atualizado com novas informações da Netflix.