A nossa sugestão deste mês é a série sul-corena Squid Game, o êxito do momento a nível mundial. Repleta de violência, a trama centra-se num macabro jogo de sobrevivência em que 456 pessoas endividadas participam por um prémio milionário. No entanto, aqueles que ficam pelo caminho morrem e só um pode ganhar o cobiçado prémio. Alianças forjam-se entre vários dos participantes, outros não são tão leais, mas no meio de tanto sangue, há histórias que nos tocam e pessoas verdadeiramente boas que queremos que sobrevivam. Squid Game faz uso de vários jogos infantis tipicamente coreanos (alguns também nossos conhecidos) para pôr à prova estas 456 pessoas e é garantido que nunca mais ninguém vai pensar em certos jogos com o carinho que geralmente se dedica às brincadeiras da infância.

A série, que estreou a 17 de setembro, já é a mais vista de sempre da Netflix.

Personagens:

squid game

Seong Gi-hun (Lee Jung-jae) – O jogador 456 é o personagem principal. Viciado em apostas, vive com a sua mãe, tendo uma filha que está ao cuidado da ex-mulher. Trabalha como taxista, no entanto todo o dinheiro que ganha é para as apostas, levando a que acumule bastantes dívidas. A sua personalidade ligada ao vício das apostas e a necessidade de ganhar direito rapidamente são os principais motivos pelos quais aceita entrar no jogo, vendo também o mesmo como uma forma de ter alguma estabilidade para poder ser o pai e filho que nunca foi capaz.

Oh Il-nam (O Yeong-su) – Este idoso é o participante mais velho do concurso inteiro, mas por nenhum momento aches que é o elemento mais fraco. Costuma-se dizer que a terceira idade é a segunda infância e, num concurso onde os jogos são baseados em jogos infantis, então o seu conhecimento é sem dúvida uma vantagem. É um dos mais enigmáticos dos participantes e acerca de quem mais nos cativa descobrir mais, como o que o levou a participar num jogo destes. Um pouco subestimado pelos seus pares, acaba por ser um dos melhores amigos do nosso protagonista.

Cho Sang-woo (Park Hae-soo) – Colega de Seong Gi-hun na escola primário, Cho foi sempre um aluno brilhante e acabou por se formar numa das melhores universidades de Seul. Apesar de ter um emprego de sonho, foi apanhado a roubar os seus clientes e era procurado pela polícia na altura que entrou no jogo. Nascido e criado numa família humilde, nunca teve coragem de dizer à sua mãe que cometeu um crime.

Abdul Ali (Anupam Tripathi) – Quem não gosta de um personagem puro e genuíno? Abdul caracteriza-se pela sua inocência, respeito e total confiança nos seus “colegas” de jogo. Viu-se obrigado a entrar nos jogos muito por conta do seu anterior trabalho: perdeu vários dedos, e nunca recebeu uma indemnização por parte do patrão relativamente a este acidente de trabalho. Para ele, a vitória no jogo significa poder voltar a ver a sua esposa e o seu filho e acabar com a miséria em que esta pequena família vivia.

squid game

Kang Sae-byeok (Jung Ho-yeon) – Esta jovem é uma desertora norte-coreana que esperava encontrar na Coreia do Sul uma vida melhor para ela e para a sua família. No entanto, encontrou apenas um cenário diferente para a mesma miséria. Para ela, os jogos representam uma forma de ganhar dinheiro para tomar conta da família e poder tirar o irmão do orfanato. A jovem apresenta uma certa fachada de ‘durona’, mas é uma pessoa leal e decente.

Jang Deok-su (Heo Sung-tae) – Se és fã de La Casa de Papel, conheces o Arturito? Se ele fosse coreano, era este personagem. Conhecido por ser mafioso, entra no jogo para poder, de certa forma, obter mais riqueza e ter uma forma de fugir dos esquemas em que está envolvido. Desde o início percebemos que fará tudo para obter o que quer, não olhando a meios para obter os fins. Tenta manter um grupo forte que o possa proteger e ajudar a ganhar, mas também tem as suas inseguranças.

squid game

Han Mi-nyeo (Kim Joo-ryoung) – Han é a personagem mais irritante da série inteira, o que só reflete um ótimo trabalho da atriz. É aquela personagem de que ninguém gosta, mas que contribui para a história e acaba por trazer um determinado realismo, porque é claro que, numa situação real, ainda para mais limite, haveria alguém assim. Desesperada por se agarrar ao mais forte, esta mulher é alguém que tenta sobreviver a qualquer custo e que mente sem quaisquer remorsos.

squid game

Hwang Jun-ho (Wi Ha-joon) – De um certo ponto de vista, este é o herói da série, o polícia que vai fazer os possíveis para expor o que se passa nos jogos, motivado pelo desaparecimento do irmão. É um bocado por acaso que ele descobre que o destino do irmão foram os jogos e não sabe ao que vai quando decide infiltrar-se, mas não tarda muito a perceber a malvadez que se esconde naquele colorido de brincadeiras infantis.