El Robo Del Siglo – 01×01 – Un Negocio Bonito
| 16 Ago, 2020

Publicidade

[Pode conter ligeiros spoilers]

A mais recente minissérie da Netflix, El Robo Del Siglo, em inglês The Great Heist, acompanha a história, baseada em factos reais, de um grupo de assaltantes que decide roubar o Banco da República de Valledupa na Colômbia, em 1994.

Não é preciso fazer um grande esforço para adivinhar o que vai na vossa mente neste preciso momento. Aposto que estão a pensar se esta minissérie será uma nova espécie de La Casa de Papel. É inevitável não o fazer – eu própria pensei exatamente o mesmo quando decidi ver a série. Começando no título, passando pela premissa, e acabando no teaser, tudo nos faz lembrar La Casa de Papel. Especialmente o teaser! As semelhanças são inegáveis. Portanto é mais que compreensível isso passar-vos pela cabeça.

Contudo, tenho já a dizer-vos que, tirando uma ou outra coisa, as semelhanças são quase nulas. Pelo menos neste episódio não houve nada assim de muito significativo que me fizesse pensar que estivesse a ver La Casa de Papel versão 2.0. E isso é desde logo um ponto muito positivo. Acredito que não seja fácil, depois do grande sucesso que foi/é La Casa de Papel, fazer algo que não se assemelhe a esta tendo uma premissa tão idêntica, mas conseguiram fazê-lo e só por isso já vale a pena ver o resto.

Se tinham em mente ver esta série só por causa de La Casa de Papel, podem fazê-lo na mesma, mas aconselho-vos a tentar separar as duas séries, pois poderão acabar por não apreciar este primeiro episódio (e consequentemente toda a temporada, caso decidam ver os restantes) da maneira como deviam. Ainda para mais, este episódio não foi assim nada por aí além, o que pode determinar logo à partida, se forem com as expectativas demasiado altas, a desistência da mesma. Neste é-nos apresentado Chayo (Andrés Parra), um homem bastante astuto e habilidoso na arte de roubar, mas que está atolado em dívidas até às pontas dos cabelos e quando lhe é apresentada a ideia de assaltar o Banco da República, nem pensa duas vezes. Aliado a ele aparece Molina (Christian Tappan), companheiro de roubos de Chayo e que precisa urgentemente de um transplante – que custa os olhos da cara – ou acabará por morrer, pelo que não vê outra alternativa se não a de alinhar na ideia maluca de Chayo.

Não estou com isto a querer dizer que o episódio foi mau ou que a série não é boa. Nada disso. Eu até sinto que El Robo Del Siglo tem potencial, ainda para mais sendo baseada em factos reais, e eu tenho intenção de a ver na totalidade, no entanto, sinto também que esse potencial pode ser boicotado pela comparação com La Casa de Papel. A história é interessante e despertou o meu interesse, mas lá no fundo eu sei que teria aproveitado, e até mesmo gostado, muito mais do episódio se La Casa de Papel não me tivesse vindo sempre à mente – daí dizer que devem separar as duas e tentar aproveitar o máximo sem fazerem comparações.

Posto isto, se séries deste género vos interessam, considero que devem dar uma espreitadela a este episódio, pois acho que vão gostar e até mesmo, no final, acabar por querer ver os restantes cinco episódios (que com duração de pouco mais de 45 minutos cada, se veem bastante bem). Em especial, se forem fãs de La Casa de Papel, esta poderá ser uma boa opção para passar o tempo enquanto não sai a 5.ª temporada.

Cármen Silva

Publicidade

Populares

calendário estreias posters maio 2024

trying 4 apple tv+

Recomendamos