Classificação

7.5
Interpretação
7
Argumento
8
Realização
7
Banda Sonora

[Não contém spoilers]

The Lost Symbol estreou no passado dia de 16 de setembro com este piloto e é baseado no terceiro livro da saga Robert Langdon do autor Dan Brown. Robert vai-se ver envolvido numa série de quebra-cabeças quase (e até mesmo para muitos) mortais quando o seu mentor de longa data é sequestrado. Claro que a CIA não podia ficar de fora desta e vai-se juntar à festa.

Não sei se o que vai sair daqui será algo fora do comum e que faça finalmente sobressair verdadeiramente a qualidade dos livros de Dan Brown no mundo da televisão, mas pelo menos, para já, os fãs dos livros devem ficar satisfeitos com a fidelidade da série para com o seu material de origem. Pois logo para começar bem, o prólogo do texto de abertura é retirado diretamente dos livros. Vamos a ver se se mantém assim ou acaba por divergir do conteúdo original.

Confesso que se pode sentir nestes primeiros 40 e poucos minutos um pouco do ambiente de Indiana Jones, até talvez de Jack Ryan. Robert é claramente o mais inteligente na sala e mostra isso mesmo, não por querer mostrar ser superior aos outros, mas porque nem se apercebe que o faz. O seu comportamento presunçoso foi bem capturado por Ashley Zukerman e vai aparecendo ao longo do primeiro episódio, havendo também espaço para um certo grau de vulnerabilidade e medo. Todos os outros personagens (o de Rick Gonzalez, por exemplo) não foram ainda muito desenvolvidos, por isso não se sabe bem o que esperar de cada um deles (aliás nem mesmo de Robert).

Também achei interessante que a estruturação do episódio imitasse o estilo do livro de entregar o enredo em pedaços pequenos que depois se vão juntos num enredo maior que muitas vezes atingem o pico ao bem conhecido estilo de cliffhanger. Cada pedaço tem o seu momento e há um que achei particularmente interessante e que nos mostra que por vezes mesmo tendo bastante conhecimento há sempre alguém que, mesmo não tendo o mesmo conhecimento e capacidades, consegue ver as coisas com outra perspetiva e assim nos ajudar (quando virem saberão do que falo).

Acredito que The Lost Symbol não será para todos, mas acho que há o suficiente para os fãs de mistério desfrutarem e ficarem com a pulga atrás da orelha sobre o que estará para acontecer (claro que quem já leu os livros de Dan Brown poderá já estar à espera do que aí vem).

Filipe Tavares