Classificação

8
Interpretação
6.5
Argumento
8
Realização
8
Banda Sonora

[Não contém spoilers]

Na segunda-feira à noite, a RTP2 estreou mais uma série francesa, La Forêt (A Floresta), e assim continua a provar que, dos canais generalistas portugueses, é, sem qualquer espécie de dúvida, aquele que mais se preocupa com o chamado ‘serviço público’, ao trazer-nos boas apostas no mundo da ficção. O episódio piloto de La Forêt centra-se no desaparecimento de Jennifer, uma adolescente que se embrenhou na floresta da localidade onde vive e nunca mais foi vista. No entanto, antes disso, ligou à professora de Francês, que não hesitou em informar a polícia ao perceber que algo de errado se estava a passar. A partir daí, o caso começa a ser investigado, mas não é a primeira vez que, naquela aldeia, ocorre uma situação do género.

A trama da série não é muito original. Já todos vimos imensas séries acerca de pessoas que desapareceram e cujo caso está relacionado com outros, mais antigos, mas isso não arruína o episódio. A aldeia onde se passa a trama é pitoresca, as paisagens são belas e os sons ambientes da floresta ajudam a estabelecer o tão necessário tom de mistério. O elenco é sólido, não havendo nenhum elemento que se destaque pela negativa, e há dois pormenores que batem aos pontos a generalidade das séries americanas: os adolescentes parecem mesmo adolescentes. Se calhar em França têm por hábito escolher atores com idades equivalentes às dos personagens que interpretam. Excelente ideia! E os adolescentes, bem como os restantes personagens, parecem pessoas comuns e não modelos saídos das capas de revistas. Estas pequenas coisas conferem à série uma credibilidade de que nem todas gozam.

No entanto, se já há imensas séries deste género, La Forêt consegue fazer as coisas bem. Não se apressa a contar a história, atirando-nos para cima uma série de teorias/possibilidades para o desaparecimento de Jennifer ou um sem número de suspeitos. Ainda não há muita coisa que se saiba, o que também funciona a favor da trama, porque começo a ficar cansada daquelas séries que nos apresentam uma grande revelação que depois sabemos que nunca pode ser aquilo que parece realmente. Estou certa de que as revelações surgirão, mas a seu tempo. Há pessoas que sabem mais do que aquilo que dão a entender, mas ainda é muito cedo para começar a fazer apostas acerca do que se passava com Jennifer e do que lhe aconteceu realmente. O meu palpite é de que estará morta.

A maior crítica que tenho a fazer ao episódio prende-se com a duração, que ronda os 50 minutos. Uma série com um ritmo lento pede episódios um pouco mais curtos, mas não vai ser o caso. Não apanhei a emissão na RTP2 e portanto comecei a ver a série na Netflix, mas esta está também disponível na RTP Play. No entanto, os episódios ficam disponíveis por poucos dias, portanto apressa-te se queres ver o episódio piloto de La Forêt. Eu vou ver os próximos!

Diana Sampaio