O canal Showtime vai trazer de volta ao ecrã Ray Donovan, cancelada abruptamente em 2020 após sete temporadas, mas desta para um filme, que tentará dar um final ao drama protagonizado pelo ator Liev Schreiber. Este final contará também com Jon Voight (Mickey) e Kerris Dorsey (Bridget) como o pai e filha de Donovan, respetivamente.

Ao que tudo indica, as filmagens irão começar ainda este ano, na cidade de Nova Iorque, e o argumento da longa-metragem será assinado por Schreiber e pelo showrunner David Hollander, sendo que este último ficará também encarregue da realização. O filme irá retomar a narrativa da 7.ª temporada e, segundo o canal Showtime, Mickey está desaparecido, mas Ray continua determinado a encontrá-lo para o deter e impedir uma carnificina ainda maior.

A aposta que põe um ponto final definitivo na história também pretende unir as pontas soltas da relação complicada entre Donovan e Sullivan, que teve início há 30 anos. Em antecipação à decisão de cancelar tomada em fevereiro de 2020, Schreiber já havia manifestado a sua vontade relativamente à necessidade de uma 8.ª temporada que desse um desfecho à trama.

O cancelamento da série apanhou muito seguidores de surpresa, mas, uma semana depois, Liev Schreiber sossegou os ânimos de todos ao referir que “com um pouco de sorte, bem como com o apoio contínuo dos fãs, haverá mais Ray Donovan“.

A solução de pôr término a um projeto televisivo através de um filme não é de estranhar. Séries bem-sucedidas como Firefly (Serenity), Breaking Bad (El Camino), Veronica Mars, Sense8 ou Transparent foram algumas das que apostaram neste tipo de desenlace.

O filme de Ray Donovan terá produção executiva de Hollander, Schreiber, Mark Gordon (The Rookie), Bryan Zuriff (Escape at Dannemora) e Lou Fusaro (House of Lies). Para já ainda não está definida uma data de lançamento.