O Codex 632: gravações da nova série já começaram em Lisboa
| 28 Jul, 2022

O Codex 632 já iniciou as suas gravações e a cidade de Lisboa foi o cenário escolhido para o arranque, seguindo depois, no início de setembro, para o Rio de Janeiro. Déborah Secco e Paulo Pires são os protagonistas desta nova série – resultante de uma parceria entre a RTP, Globoplay e a produtora SPi – que é inspirada no best-seller homónimo do jornalista José Rodrigues dos Santos.

O Codex 632 acompanha Tomás de Noronha, um professor de História da Universidade Nova de Lisboa e perito em criptanálise e línguas antigas, que se vê envolvido numa investigação após ser contratado para descodificar uma enigmática mensagem que um velho historiador deixou no Rio de Janeiro antes de morrer.

Caso esta descoberta, repleta de enigmas e mitos, venha a tornar-se pública, poderá desvendar o segredo mais bem guardado dos Descobrimentos: a verdadeira identidade e a missão de Cristóvão Colombo, uma das figuras mais importantes deste período da História.

O elenco conta ainda com a participação de vários atores portugueses como Ana Sofia Martins, Leonor Belo, José Mata, Miguel Nunes, entre outros, e os brasileiros Alexandre Borges e Betty Faria, esta última numa participação especial.

A série está dividida em seis episódios de 45 minutos, com a realização a cargo de Sérgio Graciano, responsável pelo filme Salgueiro Maia – O Implicado, e a adaptação é de Pedro Lopes, o criador de Glória, a primeira série original portuguesa da Netflix. 

A estreia está prevista para 2023 e além da exibição no canal público e na plataforma de streaming Globoplay, deverá também ficar disponível na RTP Play.

*Os créditos da imagem pertencem a Filipe Feio (SPi).

[Texto adaptado do comunicado de imprensa]

Publicidade

Populares

a league of their own

Recomendamos