Anna Shaffer: Bruxa de Profissão
| 22 Mar, 2024

Publicidade

No dia de abertura da edição que comemora os dez anos da Comic Con Portugal, a atriz inglesa Anna Shaffer chega de bom humor para falar na sua participação em The Witcher, onde interpreta a bruxa Triss. Tivemos a oportunidade de a ouvir numa conferência de imprensa e num painel, ambos com um ambiente muito acolhedor e descontraído.

Tendência para bruxaria

O Séries da TV questionou a atriz sobre o processo de casting, onde Anna revelou que entrar em The Witcher não foi uma aventura fácil, já que originalmente fez a audição para a personagem de Yennefer e diz que esta não correu bem porque “a personagem não era certa [para si]”. No entanto, teve a sua redenção quando cerca de um ano depois teve a oportunidade de voltar a repetir a audição, agora sim para interpretar Triss. Esta é uma personagem que a desafia porque se considera uma pessoa calma e ter de puxar por um lado mais negro é por vezes complicado. O que é ótimo na sua personagem é que, sendo uma healer, pode recorrer à sua personalidade mais suave para interpretar estas cenas, sendo simultaneamente desafiada nas cenas de batalhas. Quando Anna entrou para o universo de The Witcher não o conhecia, mas referiu que é bom para um ator/atriz quando existe tanta lore por onde se inspirar e perceber o seu papel.

Lê também: André Lamoglia: um painel de elite na Comic Con Portugal!

anna shaffer ccpt

Em tom de brincadeira, comenta que ficou feliz por haver algumas diferenças na adaptação dos livros para a série, principalmente por não ser obrigada a ter diarreia em toda a duração da 2.ª temporada, como acontece no livro. Além desse bónus, a sua personagem pode desenvolver uma relação forte com outras personagens femininas, algo que espera continuar a desenvolver nas próximas temporadas. Revela-se contente com o crescimento da sua personagem durante as temporadas, principalmente na segunda, quando Triss conhece Ciri e se torna uma personagem com uma história mais complexa, mas ao mesmo tempo mais vulnerável.

O guarda-roupa em The Witcher é um elemento que a entusiasma bastante, pois além de poder usar roupas de fantasia bastante complexas, tem uma boa relação com a responsável de guarda-roupa, que está sempre disposta a aceitar feedback, tornando-se um projeto colaborativo e muito interessante. Anna tem gostado muito de explorar mundos de fantasia (coincidentemente, duas vezes como bruxa) e um dos fatores é sem dúvida as roupas que pode usar. Espera poder entrar num drama histórico para ter a oportunidade de usar roupas de época.

A nível mais pessoal, cresceu muito com a série e com o elenco, contando que é muito próxima de Therica Wilson-Read e que inclusive será sua dama de honor muito brevemente. A nível profissional, aprendeu bastante a trabalhar com atores experientes como MyAnna Buring e estes serão ensinamentos que levará consigo para outros trabalhos futuros.

No que diz respeito ao criticismo que tem sido feito a The Witcher, ela respeita que essas são as opiniões das pessoas e que também ela é culpada de ter expectativas altas de adaptações que anseia. No entanto, está contente por as pessoas terem mantido uma mente aberta em relação às mudanças e terem vindo a gostar cada vez mais das personagens.

Depois de participar em dois franchises gigantes, a atriz brinca que ainda é bastante reconhecida na rua por fãs de Harry Potter, principalmente pelo seu cabelo, que é volumoso e encaracolado.

Créditos das imagens: Inês Salvado (Séries da TV)

Publicidade

Populares

estreias calendário séries março 2024

A Gentleman in Moscow Skyshowtime

Recomendamos