7 razões para ver… True Blood
| 11 Jun, 2014

Publicidade

Voltamos a apresentar sete bons motivos para assistir uma série, neste caso True Blood! True Blood está quase quase a regressar com a sétima e última temporada! Sim… Última temporada! Como vamos sobreviver? Ai que sofrimento!

Para quem ainda não conhece a série (é evidente que TODOS são viciados em True Blood), o enredo gira em torno de Sookie Stackhouse, dos seus amigos, vampiros e outras criaturas míticas, na cidade de Bon Temps no estado do Louisiana. Ao contrário de (quase) todos os filmes e séries sobre vampiros, aqui a sua existência é conhecida e eles tentam inserir-se na sociedade… Bem, alguns não!

Vamos então à tão desejada lista?

sotaque

1 – O Sotaque

Confesso que quando comecei a ver True Blood, não ia com grandes expetativa… Os vampiros estavam tão na moda: era filmes, sequelas de filmes, prequelas de filmes, paletes de séries… Já estava cansado de tanto sugador de sangue! Mas os primeiros minutos viciaram-me completamente! Conseguir reunir um elenco e pô-lo (quase) todo a falar com sotaque sulista americano na perfeição, é algo que deve dar imenso trabalho! Devem ter sido meses de treino, é que nem a gritar eles perdem a dicção!!! E aquele momento constrangedor que acontece depois de horas a ver True Blood, assistimos um outro filme ou série com um dos atores em questão e ele não tem o sotaque? Parece que lhe falta alguma coisa, não?

Abertura-true-blood

2 – O genérico

Um dos melhores genéricos de sempre! Uma sequência de imagens (algumas delas são repugnantes, é verdade) fantásticas acompanhadas por uma música que fica no ouvido! O tema Bad Things de Jace Everett é das minhas músicas preferidas de sempre… Aliás, foi graças a True Blood que conheci a obra deste cantor que, por acaso, tem algumas músicas porreiras. Depois de um episódio confesso que passo o dia a cantarolar “I wanna do bad things with you…”

True-Blood-sookie-stackhouse-hellogiggles-santina-muha

3 – A Sookie

Anna Paquin é uma atriz com imensa experiência! Confesso que no início não achei piada ao cabelo loiro, mas depois até achei que faz todo o sentido… Começou por parecer uma rapariga vulgar, igual a todas as outras do interior americano. Mas conseguiu desenvolver bem a personagem e conseguiu extinguir essa vulgaridade e transformar-se numa das capas de revista mais cobiçadas e sensuais da América! Adoro a Sookie!

True-Blood-eric-pam-hairdye-300x288

4 – Os vampiros

Vampiros são os meus monstros preferidos. Bem, houve para aí uns filmes (que não vou mencionar) em que eles brilhavam ao sol e não tinham grande piada… Mas os vampiros de True Blood conseguem ser bonzinhos, mas adoram ser terríveis! Adoro aquelas personalidades dominadoras, humor negro e o mau feitio… Não acho grande piada ao Bill, mas adoro o Eric que consegue parecer um anjinho e ser um mauzão de primeira! E a Pam, o que eu adoro aquela “bitch” (como ela adora tratar todas as raparigas com que se cruza)!

Sam Alcide

5 – Toneladas de criaturas fantásticas

Sim, True Blood tem resmas de personagens mitológicas: além dos vampiros, há fadas, lobisomens, homenspantera, metamorfos, bruxas, e muitos outros que vão passando por lá! Temos os lobisomens representados por Alcide (que as meninas adoram ver sem camisola)… A Sookie descobre que a sua telepatia se deve ao facto de ser uma fada… Os lobisomens são um grupo pouco expressivo… Mas tem lá o Alcide, outro dos meus personagens preferidos. Bem, não adorei a estupidez em que ele se tornou ultimamente, mas torço por ele endireitar e ir perseguir a Sookie! Há ainda o Sam que é metamorfo e não se importava de ser o cão de guarda da Sookie! Tanto que eu poderia escrever aqui…

Eric e Sookie

6 – Sexo

Lei primária do marketing: sexo vende! True Blood abusa das cenas de sexo e de nudez… E ainda bem! Sookie começa virgem com o Bill, depois vem o Eric, passando pelos amassos com o Sam e o Alcide… Depois há as cenas de sexo dos vampiros e claro do Jason, cujo cérebro se situa na região pélvica… Agora a sério: as cenas são muito bem feitas e o elenco é excelente…

Cast

7 – O enredo e o elenco

Felizmente, True Blood não segue o tradicional enredo das histórias de vampiros: aqui a sua existência é conhecida e eles convivem em sociedade, com as suas qualidades e defeitos. Para além disso, tivemos uma série com um enredo consistente durante várias temporadas (vem aí a sétima!), conquistando milhões de seguidores por todo o mundo! Para além da problemática sobrenatural, True Blood representa com grande qualidade e realismo o alcoolismo, a homossexualidade, a marginalização social e a amizade entre muitos outros aspetos do quotidiano!

E termina por aqui a lista, mas o número de elementos que poderiam aqui nomeados é enorme! Concordam com a escolha? Que mudavam?

Mas o que realmente interessa é que breve voltamos a acompanhar as aventuras da Sookie!

Rui André Pereira

Publicidade

Populares

calendário estreias posters junho 2024

land of women apple tv+

Recomendamos