Young Sheldon – Review da 5.ª Temporada
| 09 Jun, 2022
6.9

Publicidade

Após 22 episódios, chegou ao fim a 5.ª temporada de Young Sheldon, o spin-off de The Big Bang Theory que nos dá a conhecer melhor a história da família Cooper. Ainda que esta temporada tenha tido alguns momentos tristes, que cada vez mais nos aproximam dos acontecimentos relatados em The Big Bang Theory, esta não foi tão devastadora como eu pensei que pudesse ser.

Tendo em atenção que George Sr. (Lance Barber) e Mary (Zoe Perry) tiveram uma enorme discussão na temporada anterior e que a interação dele com Brenda (Melissa Peterman) deixou no ar a possibilidade de ser ela a mulher com quem ele vai trair Mary, confesso que esperava que já fôssemos saber nesta temporada como tudo efetivamente aconteceu.

É certo que já estão confirmadas mais duas temporadas e por essa razão talvez fosse expectável (e até é compreensível) o arrastar desta situação, mas honestamente não é algo que me esteja a agradar muito, não só porque é extremamente doloroso assistir ao desenvolvimento da relação dele com Brenda e ao desmoronar do casamento (principalmente dado o carinho que sinto por toda a família), mas especialmente porque dá a sensação de que estão a tentar apresentar justificações para o que vai acontecer.

Por um lado, eu percebo que esse contexto permite um melhor aprofundamento e entendimento do personagem e de certa forma até faz sentido, tendo em conta a personagem que nos tem vindo a ser apresentada ao longo destas cinco temporadas (que é bastante diferente daquela que foi mencionada em The Big Bang Theory). Por outro, esse desenvolvimento acaba por tornar tudo muito mais penoso, não só porque não invalida o que irá acontecer, nem atenua a situação e/ou a desilusão que advirá desse facto, mas também porque parece que serve como tentativa de amenizar e/ou atrasar o que vai acontecer.

A par disto, continuamos a acompanhar os restantes membros da família. É de destacar o facto de finalmente termos ficado a conhecer a razão pela qual Sheldon não gosta de Engenharia. Inclusive, nesse episódio tivemos uma pequena participação de Howard (Simon Helberg), mas esta não foi a única participação especial do cast de The Big Bang Therory, uma vez que no episódio 16 também tivemos a participação de Amy (Mayim Bialik). Para além de nos darem informação extra sobre os personagens adultos, estes momentos reavivam a série base, transmitindo, de certa forma, uma sensação de familiaridade.

Ainda relativamente a Sheldon, no último episódio vimos o personagem deixar as típicas bow ties e a vestir a camisola com referência ao Flash, aproximando-o assim do Sheldon Cooper que conhecemos em The Big Bang Theory. Resta agora esperar para ver o impacto que isso terá na sua narrativa e, consequentemente, na história em geral.

Resta também esperar para ver o que a 6.ª temporada nos reserva, principalmente no que concerne a relação de George Sr. e Mary, sendo que, embora eu saiba que vá ficar bastante triste quando George trair a mulher, estou curiosa para saber em que circunstâncias isso efetivamente acontece e como é que vão desenvolver a história depois disso. Também estou curiosa para saber o que vai ser de Georgie (Montana Jordan), uma vez que vai ser pai.

Melhor Episódio:

Money Laundering and a Cascade of Hormones (episódio 6) – Ainda que também tenha ponderado escolher o penúltimo episódio, especialmente por todos os momentos que envolveram Missy (Raegan Revord), acabei por manter a minha decisão inicial de escolher o episódio 6. Mal tinha terminado de o ver e já o estava a considerar como uma possível escolha. Sem sombra de dúvida que este é um dos episódios mais divertidos da temporada, não só devido a toda a questão envolvendo o casino ilegal, em particular as interações entre Meemaw (Annie Potts) e Georgie, mas principalmente pela divertida (e didática) forma como a temática da sexualidade foi abordada.

Personagem de Destaque:

Missy Cooper – Se há personagem que sempre se destacou ao longo das temporadas sem sombra de dúvida que foi Missy. E se dúvidas ainda existissem, estas dissiparam-se totalmente nos episódios finais, principalmente tendo em conta a conversa entre ela e Georgie, o momento em que ela dá o abraço à mãe e diz que vai ficar tudo bem e ainda a conversa entre ela e Sheldon.

Temporada: 5
Nº Episódios: 22
6.9
7
Interpretação
7
Argumento
7
Realização
6
Banda Sonora

Publicidade

Populares

estreias calendário séries março 2024

interview with the vampire

Recomendamos