Valeria – Review da 2.ª temporada
| 19 Ago, 2021

[Não contém spoilers]

No passado dia 13 de agosto, a nossa Valeria (Diana Gómez) regressou à Netflix para a 2.ª temporada da série homónima. Quando vi a 1.ª temporada desta série espanhola, rapidamente se juntou à minha lista pessoal de séries favoritas, pelo realismo e diversidade dos temas representados. A 2.ª temporada também não me dececionou, deixando-me colada ao ecrã e entusiasmada para ver mais.

Nesta temporada assistimos ao desenvolvimento dos acontecimentos apresentados anteriormente. Desde o início que a trama se centra nos problemas de cada uma das quatro amigas, Valeria, Lola (Silma López), Nerea (Teresa Riott) e Carmen (Paula Malia), mulheres de mente aberta e com muito à-vontade para falarem de qualquer assunto das suas complexas e intensas vidas umas com as outras, sem que ninguém fique desconfortável. As suas diferentes personalidades e percursos profissionais conferem à série uma diversidade que a enriquece. Todas estas personagens estão muito bem estruturadas, permitindo ao espetador ganhar empatia por, pelo menos, uma delas. O incerto percurso profissional de Valeria continua a ser um foco nesta nova temporada, bem como os obstáculos com que se depara, havendo também especial atenção relativamente às suas dúvidas a nível pessoal. O mesmo se passa com as restantes personagens principais, havendo uma constante dualidade entre os problemas pessoais e profissionais de cada uma. Um fator fundamental é a forma incondicional como as amigas se apoiam, independentemente do que aconteça nas suas vidas.

Esta série confere uma representação extremamente realista, sem filtros e sem tabus das relações amorosas como algo complexo, doloroso e incerto, que exige muito trabalho por parte dos intervenientes. É-nos apresentada a perspetiva das personagens, sendo ela feminina e muitos dos problemas com que se deparam. No entanto, tanto homens como mulheres podem rever-se nela, sentindo as emoções juntamente com as personagens, sejam raiva, tristeza, alegria, luxúria, garra e outras tantas. Mais especificamente são abordados temas como o término da relação, as relações tóxicas, as inseguranças presentes no início da relação, a sexualidade feminina, as mudanças de hábitos consoante as fases da relação, as mentiras, a traição e a importância da comunicação aberta. Deparamo-nos ainda com problemas relativamente à autoestima e o efeito que provoca o aumento da mesma. Passamos a pôr-nos em primeiro lugar e a aprender aquilo de que precisamos. Entendemos que temos que cuidar de nós mesmos, sendo a pessoa que melhor o sabe fazer. É no contexto do trabalho na autoestima que Valeria se apercebe do seguinte: “Não deveria definir uma relação para me sentir bem comigo mesma. Devia ser ao contrário.”

Relativamente à imagem, é notória como a imensidade de cor e filtros usados conferem uma forte sensualidade às cenas, tornando a ação ainda mais intensa. Há uma utilização bastante inteligente dos efeitos visuais, como é o caso do destaque que é dado às palavras que mais afetam Valeria, tanto provenientes de diálogos que teve, como de mensagens que recebeu, e que aparecem no ecrã como sinal de que lhe ficaram na cabeça. Um outro aspeto interessante é a representação de objetos relacionados com a temática de cada um dos episódios, no início dos mesmos. Já a banda sonora é em grande parte composta por música espanhola, ouvindo-se também música internacional popular, sendo todas utilizadas de forma às letras se encaixarem nas cenas e complementarem os efeitos da cor e filtros usados em cada cena.

Nesta série, nada parece um acaso, todos os fatores que a compõem parecem ter um sentido lógico. As temáticas sérias com que o espetador facilmente se identifica e realmente mexem connosco mostram que a série está bem elaborada na forma brilhante como as retrata. Os efeitos visuais e banda sonora são usados estrategicamente para produzir a obra de arte que é esta série. Há até uma citação de uma das personagens, que define arte e que se encaixa com aquilo que esta série provoca em nós, “Se a arte não te tira da tua zona de conforto para que serve? […] A arte tem de nos provocar. Tem de nos questionar.”. E é exatamente este o efeito que tem em nós, somos “abanados” e arrebatados pela quantidade de emoções retratadas, principalmente devido ao realismo.

Os 40 minutos que compõem cada episódio são intensos e descontraídos ao mesmo tempo. Fazem-nos soltar dopamina e, simultaneamente, deixam-nos pensativos. Não exigem muito esforço mental por parte do espetador, podendo ser assistidos como forma de relaxar, mas também de refletir.

Considero que os produtores conseguiram manter a qualidade da série, sendo até difícil para mim decidir qual das duas temporadas me agradou mais. Definitivamente continua a ser uma das minhas séries preferidas, principalmente pela profundidade com que as personagens foram desenvolvidas, bem como ao nível da temática. Recomendo a todos aqueles que apreciam séries descontraídas, mas sérias ao mesmo tempo e que retratam a realidade tal como ela é. É ideal para quem gosta de refletir e se questionar sobre os mais variados temas. De que estás à espera para ver a segunda temporada desta montanha-russa de emoções?

Melhor episódio:

Episódio 6 – Neste episódio, as amigas discutem aquilo que querem da vida e aquilo que para cada uma é sinal de que uma relação é séria. Uma diz que é quando vão à casa de banho à frente um do outro, outra acha que é o momento em que conhecem a família, outra diz que é quando vão de férias juntos. É um episódio em que cada uma descobre aquilo que realmente quer para a sua vida. Marca um ponto de viragem nas vidas de cada uma das personagens, revelando coragem para tomar tal passo.

Personagem de destaque:

Valeria – Não há qualquer dúvida que a personagem que para mim mais se destaca em ambas as temporadas é Valeria. É ela que acaba por passar por uma maior evolução ao longo da temporada, principalmente ao nível psicológico e da relação consigo mesma. Assistimos ao seu crescimento nos vários campos da sua vida à medida que os obstáculos surgem.

Inês Rodrigues

Publicidade

Populares

she hulk poster

Recomendamos