Lockwood & Co – 01×01 – This Will Be Us
| 13 Fev, 2023
7.46

Publicidade

Lockwood & Co é uma das mais recentes apostas da Netflix no mundo de thrillers para adolescentes e jovens adultos, numa nova era que trará o fim de Locke & Key e, naturalmente, do fenómeno mundial Stranger Things. A série é baseada na saga de livros com o mesmo nome, sendo que a 1.ª temporada traz-nos oito episódios inspirados nas primeiras duas obras.

A mão mágica por trás de Lockwood & Co é do britânico Joe Cornish, que escreve, realiza e produz a série. Tendo tido a sensação de familiariedade, uma pesquisa rápida confirmou que se trata da mesma mente que escreveu Ant-Man e The Kid Who Would be King – o que, por si só, revela o humor e a versatilidade de Cornish. É de referir, nesse sentido, que apesar de desconhecer os livros, parece-me evidente que o espírito da saga está vivo e de boa saúde no episódio piloto, This Will Be Us.

O diálogo é eficaz; a comunicação entre as personagens é de uma inteligência ágil e o ambiente torna-se rapidamente natural para o espectador. O tom é reminiscente de séries de detetives da década de 80, reimaginando o futuro com influências próprias da época – e se as tonalidades e a realização de Cornish não nos convencem disso, basta ouvirmos os primeiros acordes de Bela Lugosi, dos Bauhaus (que, de resto, estão bem presentes no primeiro episódio). Além disso, o episódio é um regalo para os fãs de britishness – no humor, no sotaque e no chá, o tempero britânico é a cereja no topo do bolo.

É preciso também mencionar o quão bem escolhidos foram todos os atores – mas, em particular, a jovem protagonista Ruby Stokes (Lucy Carlyle), cuja semelhança com a fenomenal Florence Pugh só pode augurar sucesso. A química natural entre Lucy e o misterioso Lockwood (Cameron Chapman) não é pintada de forma evidente ao espectador, mas sim com a subtileza e delicadeza chave de quem não pretende desviar a nossa atenção da mitologia da série.

A realidade fantasmagórica do futuro próximo é-nos dada a conhecer através dos créditos iniciais, pelo que se és daqueles que aproveitas os mesmos para dar uma olhadela ao Instagram, vais perder pepitas de conhecimento importantes sobre a sociedade em que vivem as personagens. Talvez tenha sido esta a única hesitação relativa ao primeiro episódio: será que os eventos que precedem a atualidade da história são referidos em pouco detalhe para quem não leu os livros? Pode ser, no entanto, um fator irrelevante para os restantes episódios. Cornish tem vindo a revelar-se um storyteller exímio, cujas raízes no humor dão vida ao que é tecnicamente competente.

Lockwood & Co traz-nos um episódio piloto cheio de personalidade, como não tinha o prazer de ver há algum tempo. Tanto o início como o final do episódio são cativantes e constatei com agrado que, afinal, o que seria uma série de adolescentes tem todo o poder narrativo para conquistar millennials com um fraco pelos GhostBusters.

7.46
6.9
Interpretação
7.5
Argumento
7.9
Realização
7.7
Banda Sonora

Publicidade

Populares

calendário estreias posters maio 2024

mayfair witches estreia

Recomendamos