Classificação

6
Interpretação
4.5
Argumento
5
Realização
5
Banda Sonora

[Contém spoilers]

MacGruber é a nova série de comédia e ação da Peacock. Uma paródia da série MacGyver de 1985 criada por Will Forte, Jorma Taccone e John Solomon. O primeiro episódio conta-nos a história de MacGruber (Forte) um agente militar dos EUA que foi condenado a dez anos de prisão depois de ter morto o seu arqui-inimigo que tentou explodir a sua segunda noiva.

Considerado por muitos o maior herói dos EUA, MacGruber é finalmente libertado. A sua missão é destronar um misterioso vilão do seu passado: o Comandante Enos Queeth (Billy Zane). Com o mundo inteiro na mira, Mac tem de correr contra o tempo para derrotar as forças do mal.

Foi um pouco difícil de acompanhar este primeiro episódio de MacGruber. Começa bem e de forma diferente com um resumo introdutório musical de quem é Mac pela voz de Maya Rudolph vestida de noiva, depois a premissa que inicia a história e depois um genérico.

Este primeiro episódio, como referido, começa num tom cómico e satírico com muita ação à mistura, mas rapidamente fica a “nadar na maionese”. É uma série que tenta ser muita coisa e acaba por não convencer o espectador.

A filha do presidente é raptada e os raptores querem MacGruber em troca, este é então libertado da prisão onde esteve nos últimos dez anos para fazer o que lhe foi solicitado, mas antes Mac vai tentar despedir-se do melhor amigo Dixon (Ryan Phillippe) e da mulher Vicki (Kristen Wiig), ambos bastante zangados com as atitudes de Mac durante o julgamento que o condenou. Vicki tem agora um caso com Barrett Fasoose (Laurence Fishburne), ex-colega de Mac.

O primeiro episódio de MacGruber mostra um bom elenco e bem conhecido do público e muitos deles da área da comédia em Hollywood, o que acaba por ser o ponto alto deste piloto. No entanto num argumento confuso com momentos de ação, mistério, comédia e muita violência alguma desnecessária não convence e torna-se aborrecido.

MacGruber ganha apenas pela interpretação dos atores, com uma realização razoável num argumento all over the place.

Margarida Rodrigues Pinhal