Classificação

5
Interpretação
6
Argumento
4
Realização

[Pode conter spoilers]

Estreou no passado dia 28 de setembro na NBC uma série de mistério e ficção científica chamada La Brea, que se centra num buraco que abre no meio da cidade homónima. Muitas pessoas, carros e outros objetos caem para as suas profundezas, o que leva à separação de famílias, como foi o caso da família Harris. Izzy Harris (Zyra Gorecki) vê a sua mãe Eve Harris (Natalie Zea) e o seu irmão Josh Harris (Jack Martin) cair nesta estranha ruptura.

Ao longo do episódio piloto de La Brea vamos conhecendo as personagens e a sua forma de lidar com um desastre natural que levou embora parte da população da cidade. Forma-se então uma dualidade de realidades e emoções. Quem cai no buraco é levado para um lugar desconhecido e tenta a tudo o custo entender afinal que lugar é aquele, enquanto procura sobreviver. Os que ficam no topo em La Brea são apanhados de surpresa pelo sucedido, sendo visível o choque e algum terror. Começam a questionar se as pessoas caíram e creditavam estar mortas afinal não estarão vivas. Eve, a mãe da família, luta pela sobrevivência dos filhos, é trabalhadora, stressada e tem espírito de sacrifício. É também atormentada por um sentimento de culpa. Josh, filho de Eve e irmão de Izzy, é um rapaz bastante nervoso e assustado. Izzy, apesar de também estar assustada, parece ser mais lutadora do que o irmão. O pai Gavin (Eoin Macken) é um pouco mais distante da família, mas aproxima-se para auxiliar Izzy e poderá ser a chave essencial para descobrir o que aconteceu à parte da população que desapareceu.

A interpretação dos atores não é suficientemente boa para fazer jus ao argumento aparentemente interessante da série. Alguns acontecimentos não parecem fazer sentido, o que me deixou reticente relativamente a ver os restantes episódios, mas talvez sejam explicados de futuro com o desenrolar da trama.

Relativamente aos aspetos técnicos, é preciso notar que os efeitos especiais visuais são irrealistas e não se encaixam com o cenário, notando-se que foram adicionados posteriormente. Existem alguns efeitos sonoros que transmitem suspense e são adequados às cenas, mas também podiam ser melhores.

Este episódio piloto é bastante completo, que nos permite conhecer as personagens e entender o que irá retratar a série, provocando curiosidade no espetador. No entanto, os pontos negativos no que diz respeito aos aspetos técnicos e à interpretação deixaram-me com pouca vontade de continuar a ver esta série. Diria que é daquelas séries que vamos vendo para passar o tempo, mas há melhores séries por aí para esse efeito.

Inês Rodrigues