Classificação

7
Interpretação
8
Argumento
8
Realização

[Pode conter spoilers]

From Under the Glacier, em português, Debaixo do Glaciar, é o primeiro episódio de Katla, a nova série islandesa da Netflix, que promete deixar todos expectantes e agarrados ao ecrã. 

A série relata a história do luto da pequena aldeia de Vik após o primeiro aniversário da última erupção do vulcão subglacial Katla, baseado no vulcão real com o mesmo nome. Percebemos, logo de início, que uma das narrativas centrais vai relacionar-se com o desaparecimento da irmã de uma das personagens principais, Gríma (Guðrún Ýr Eyfjörð).

O episódio começa com planos contraluz em tons frios, a iluminar um corpo de mulher coberto de cinzas, que se levanta lentamente e caminha durante longos segundos sem rumo aparente. Inicialmente, não sabemos de quem se trata, nem onde se encontra, mas rapidamente associamos as cinzas e a escuridão às montanhas e vulcões. É a partir deste ponto que a história se desenrola de forma mais detalhada e depressa ficamos a conhecer diversas personagens, como o pai de Gríma, Thór (Ingvar Sigurdsson), e Gísil (Þorsteinn Bachmann). 

A mulher desconhecida, coberta de cinzas, é mais tarde encontrada. Chama-se Gunhild (Aliette Opheim), e é oriunda da Suécia. Percebe-se, mais à frente, que, apesar da sua nacionalidade, conhece alguns dos moradores de Vik, o que gera uma onda de confusão e incredulidade na aldeia, considerando que, à primeira vista, ninguém parecia conhecê-la.

Por outro lado, as paisagens islandesas, o próprio vulcão, a neve e os cenários atribuem a Katla uma energia misteriosa e sombria que gera curiosidade naqueles que veem a série. Relacionada, possivelmente, com viagens no tempo, clonagem ou realidades paralelas, a série remete a diversas histórias já conhecidas, como é o caso de The OA (2016) e Dark (2017). Para fãs deste tipo de ficção, de mistério e do desconhecido, aconselho. As perguntas que ficam por responder no final de From Under the Glaciar são algumas e deixam qualquer um ansioso por saber o que vem a seguir.

Inês Ribeiro