Classificação

7
Interpretação
7
Argumento
7.5
Realização
7.5
Argumento
8
Banda Sonora

[Pode conter spoiler]

Detention é uma das apostas da Netflix para o mês de Natal e pelo episódio Devil parece prometer uma viciante aventura sobrenatural. O primeiro episódio da minissérie com origem em Taiwan, de onde surgiu, por exemplo, The Victim’s Game, situa-nos na realidade de uma cidade que parece ter parado no tempo. Confiscam-se livros que não estejam no plano de estudos e aqui há uma referência a 1984 que é tudo menos inocente e há um constante ambiente de desconfiança e de temor em relação às forças de segurança em todo o lado. Isto porque a série decorre no período que foi conhecido como Terror Branco, onde mais de 140 mil cidadãos foram presos e 4 mil executados.

A minissérie é baseada num jogo – que por sua vez já deu origem a um filme – com o mesmo nome, criado pela Red Candle Games, que esteve nas bocas do mundo por causa de uma referência nada simpática ao presidente da China num outro jogo, Devotion, para a plataforma Steam em 2017, sendo que acabou por chegar também a outras plataformas.

Com o episódio Devil, Detention apresenta aqueles que parecem ser os personagens principais: Yun-Xiang Liu, que acaba de ser transferida para o Greenwood High School, onde se vai passar a maior parte dos episódios, e Wen Liang, um dos alunos. Os dois acabam por se encontrar no telhado do edifício Hancui, uma zona interdita.

Apesar do argumento, pelo menos no primeiro episódio, não trazer nada de muito novo, acaba por ser interessante ver uma junção de sobrenatural com opressão política, acabando por funcionar bem. Sobre os momentos mais tensos há uma boa mistura entre tornar o ambiente e a cena desagradável despertando a nossa atenção com uns jump scares que podiam funcionar melhor.

Não senti que a interpretação se destacasse neste episódio, mas estou curioso para ver a evolução. Já a fotografia e a banda sonora fizeram bem o seu trabalho nos momentos em que mais era preciso.

Detention surge na plataforma Netflix como uma boa proposta para os fãs deste tipo de série e os fãs do jogo podem começar a comparar os acontecimentos com o que aconteceu em Devil. De uma coisa tenho a certeza, é mais fiável que a adaptação do excelente Resident Evil; desculpa, Milla! Resta saber se oito episódios serão suficientes para que a história seja fluída, mas não apressada. Os episódios têm cerca de uma hora, por isso tenho boas expectativas.

Ainda existe muita gente que se afasta dos filmes ou séries dos países orientais, mas estes vão demonstrando qualidade e espero que quem ainda não tenha tido oportunidade, que visite o Fantasporto ou Motel X, onde a oferta é vasta e com muitas produções de qualidade.

A série despertou-me o interesse para adquirir o jogo. Por aí, já viste? Gostas do género?

Bruno Pereira