Dear White People – 01×01 – Chapter I
| 30 Abr, 2017

Publicidade

Finalmente, a espera acabou!

Desde que a Netflix anunciou a produção desta série, baseada no filme homónimo de 2014, produzido por Justin Simien, tenho andado a contar os dias para a sua chegada e, neste passado dia 28 de abril, aquilo que pareceu uma espera interminável finalmente chegou ao fim.

Dear White People chegou este mês ao serviço de streaming e a sua primeira temporada, constituída por dez episódios de cerca de trinta minutos de duração, está disponível para visualização (e sabem o que isso significa: time to binge watch).

À semelhança do filme que inspirou a sua criação, Dear White People dá uso ao humor satírico para criticar a crescente tensão racial nas universidades americanas, colocando em evidência atos diários de racismo cometidos por parte do corpo estudantil. Mas passaremos então a falar deste pilot.

Na Winchester University, uma prestigiada universidade americana, um clube de rapazes brancos organiza uma festa de black-face em protesto ao controverso programa de rádio “Dear White People” de Sam White (Logan Browning), uma estudante de cor, no qual esta coloca em evidência as diversas situações racistas que ocorrem no campus. Apesar de a universidade ter proibido a festa, os convites são enviados e esta chega ainda a acontecer e, após o sucedido, a associação de estudantes negros encontra-se para discutir um modo de resposta. Nesta reunião, Sam é humilhada quando o seu namorado, Gabe Mitchell (John Patrick Amedori), um rapaz branco, expõe a sua relação no Instagram. Mais tarde, o caloiro e jornalista Lionel Higgins (DeRon Horton) contacta-a, afirmando saber quem enviou os convites para a festa, de modo a que Sam se consiga preparar antes que a história se espalhe. Quando Sam descobre que o seu programa de rádio foi substituído, esta irrompe pelo estúdio e revela que foi ela quem enviou os convites. Fala ainda sobre como as piadas ofensivas que os seus colegas brancos fazem não levam a que estes sofram as mesmas consequências que as pessoas de cor, e diz ainda que, como o racismo no campus tem sido ignorado por todos, era necessário um incidente para que as pessoas começassem a falar sobre o assunto.

Honestamente, fiquei bastante surpreendida com este primeiro episódio, o que não acontece há algum tempo. Conseguiu superar as minhas expectativas já elevadas e deixou-me com uma enorme vontade de continuar a ver a série. Trata-se, realmente, de uma série bastante humorística e bem conseguida, apesar de tratar de um assunto tão sério. Não há muito mais que possa dizer sem correr o risco de deixar aqui alguns spoilers, pelo que aconselho os interessados a darem uma oportunidade a Dear White People! Quem sabe, talvez se juntem a mim nesta mini-maratona.

Inês Salvado

Publicidade

Populares

calendário estreias posters maio 2024

mayfair witches estreia

Recomendamos