Star – 01×01 – Pilot
| 17 Dez, 2016

Star é a nova série da FOX ao estilo musical, quase para nos fazer matar saudades de Glee! Só que não… Para além de dar o nome à série, Star é também o nome da nossa personagem principal: uma miúda que toda a vida viveu em famílias de acolhimento muito más, que sempre a trataram mal, e tem um talento e um sonho: quer fazer carreira musical.

Para isto, Star conhece uma miúda no Instagram, Alexandra, que mora em Nova Iorque e está disposta a trabalhar em músicas com ela e criar uma carreira musical para ela.

Star tem uma irmã mais nova, Simone, que está também no sistema e a sua família de acolhimento não é muito melhor. O pai adotivo de Simone viola-a e no momento em que Star entra em casa dela para a ir buscar, assiste a esta violação ao vivo e esfaqueia o pai adotivo da irmã para a libertar.

A situação passa-se e, em conjunto com Alexandra, decidem começar a sua jornada musical pela América começando por Atlanta, onde está a madrinha delas, Miss Carlota.

Ora… resumida a dita, vamos conversar um pouco sobre a estrutura deste episódio. Comecei por vos dizer que isto era quase para nos fazer matar saudades de Glee, só que não, porque apesar de ser em tom de musical, faz-me mais lembrar uma versão rasca do filme Burlesque.

Star é muito melodramática e a irmã dela é só estranha e drogada e a outra rapariga, quase filha do Lenny Kravitz, a Alexandra, nem sei… Não há grande empatia entre as três, que supostamente vão formar este grupo de meninas felizes, por isso não vejo grande futuro para elas… Nem para elas nem para a série.

A personagem de Queen Latifah talvez seja o mais interessante disto tudo. Ela é Miss Carlota: uma mulher que canta no coro da igreja, mas parece ter um passado com o novo futuro-manager do grupo das três estarolas que pode suscitar alguma curiosidade, uma vez que ela até o ameaça com uma arma.

O final do episódio termina com o pai adotivo de Simone a acordar no hospital – aparentemente não morreu – por isso assumo que algum do trajeto da série passe por aí, por elas a tentarem fugir de terem esfaqueado um homem enquanto procuram o seu lugar ao sol.

Sendo demasiado sincera: gostei muito pouco para me dar ao trabalho de ver outro episódio. A verdade é que esta série é quase como ir ao McDonald’s e pedir uma sopa. Tem pouco sal e tinha bem mais sucesso como minissérie ou filme do que como série, porque não vejo um enredo que faça sentido mais do que dois ou três episódios.

Joana Henriques Pereira

Publicidade

Populares

heartstopper

westworld poster

Recomendamos