Grey’s Anatomy – 12×23 – At Last
| 14 Mai, 2016

[Contém spoilers]

Está tudo doido! A sério, é bom que este episódio tenha dado para rir, porque estávamos a precisar. Continuo a dizer que esta gente não tem os parafusos todos! Bailey e Ben andam há meses (palavras de Webber) nesta guerrinha. Continuam a viver juntos, mas não se falam. Nada estranho!

Meredith volta a ser irritante! Será que, quando se trata de Amelia, ela tem que ser sempre uma idiota? Pensei que já tínhamos ultrapassado essa fase!

Casar? Porque é que de repente toda a gente tem vontade de se casar? Alex e Jo já estão juntos há um tempinho, mas aquele não redondo dela ao pedido… Há ali mais qualquer coisa por detrás da recusa, não me parece que seja medo do compromisso. Achei que a determinado momento, Jo fosse dizer qualquer coisa como: “Eu não me posso casar porque já sou casada”. Fiquei curiosa!

Amelia e Owen? Ainda há cinco minutos não estavam juntos e ela agora pede-o em casamento? É tudo um tanto ou quanto precipitado, não? Até porque Amelia ‘fugiu’ da Califórnia porque o namorado a pedira em casamento. Com Owen já quer casar? Tenho a dizer que acho que James teria sido um partido muito melhor.

Era tão óbvio que Meredith e Riggs iam acabar aos beijos durante aquela conversa/discussão! Isto vai ser tão divertido enquanto não se tornar deprimente! Tudo nesta série se torna deprimente, eventualmente. É para lá que vamos agora, precisamente.

Era sabido que iria acontecer uma morte (ou neste episódio, ou na season finale, não era muito claro). Kyle Diaz, o mais-ou-menos-namorado de Stephanie, foi a vítima. Triste para Steph, mas a cena não foi propriamente tocante. Aliás, não o foi minimamente. Era Kyle quem eu queria que morresse, confesso. Já chega de médicas apaixonadas por pacientes e Steph estava a tornar-se uma verdadeira praga à conta disso. A personagem de Steph funciona bem como a excelente cirurgiã que vai ser, não quando anda toda ‘desatinada’ e a dar cabo da cabeça a Amelia.

Ai, Arizona e Callie! Não sei o que fazer com estas duas. Calduços talvez se apliquem… Detesto que Callie ande a ‘implorar’ a Arizona trocas para ficar com Sofia. Eu sei que a situação é mais do que delicada, mas não quero que Callie se mostre mais vulnerável do que é necessário. Até porque Arizona não quer ser simpática. Compreensível, claro, mas só até certo ponto. Ela age como se isto tivesse sido culpa exclusiva de Callie, mas de quem foi a decisão de ir para tribunal? De Arizona. Pronto, acho que estamos esclarecidos! Foram precisas duas pessoas para travar esta batalha.

Outra coisa que já esperava aconteceu também: Callie terminou com Penny. Mesmo assim, fiquei triste (e um pouco desiludida). Callie disse, no episódio anterior, que amava Penny e se antes eu tivera dúvidas quanto a isso, perdi-as a semana passada. É óbvio que Callie considera a namorada responsável por ter perdido Sofia, mas isso é injusto. Agora outra questão se impõe: culpa Penny por ter sido ela o motivo que a levou a começar esta ‘guerra’ ou por causa do depoimento que correu mal? Eu acho que pode ser uma junção das duas.

Penny ficou destroçada e eu também fiquei por ela. Gostava ao menos que as duas se tivessem despedido antes de Penny partir para Nova Iorque, mas isso não aconteceu. Vou ter saudades de Penny, a sério que vou!

Considerações rápidas:

  • Só eu é que achei estranha aquela cena de Richard a observar os outros? Pareceu-me… Não sei, mas será que está para acontecer alguma coisa ao personagem?

Diana Sampaio

Se ainda não conhecem os nossos parceiros de Grey’s Anatomy (Portugal), espreitem aqui!

Publicidade

Populares

ramy

calendário estreias

the resident poster

Recomendamos