Grey’s Anatomy – 10×16 – We Gotta Get Out of This Place
| 21 Mar, 2014

Publicidade

Catherine Avery voltou para confrontar April e Jackson. A propósito do casamento, claro. Catherine entrou a matar, foi inconveniente, dizendo que April tinha abandonado um homem no altar, que o tinha humilhado à frente dos amigos e família… Sim, tudo bem, isso é tudo muito bem visto, mas, mesmo assim, MUITO inconveniente. Ah, e Catherine trouxe com ela papéis para April assinar. Adivinhem? Um acordo pré-nupcial. Trouxe ainda algumas notícias perturbadoras sobre aquilo que constitui as obrigações de ser um Avery, mesmo desde muito jovem. Hum, April não estás agora arrependida de ter casado com o pretty boy? Aposto que agora o Matthew parece bem menos complicado. Moving on. Catherine queria ainda saber se eles tinham pensado em que religião iam educar o filho e de facto é que eles não pensaram em nada. Se bem que isso não me parece o mais importante. Quando chegar a altura, eles vêem isso.

Outro motivo para a vinda da Mamã Avery foi o aniversário de Richard, que foi notado por todo o hospital. Bailey até encontrou um caso interessante (e creepy que chegue) como presente de aniversário.

A minha Callie não está para brincadeiras, mas como eu gosto dela contente, antipática, violenta, fofinha… Seja o que for, fine with me! Então o que é que ela fez? Chamou uma advogada para ver se o Derek não lhe roubava o projecto. OK, pode ter sido um bocado à bruta, mas acho que ela fez muito bem. E concordo com o facto de ela dizer que o Derek se estava a armar em bully e a encarar a questão como se o trabalho dele fosse mais importante que o dela. E a questão nem é só essa: o trabalho foi feito pelos dois, qual era a lógica de o Derek se apoderar e o usar a seu bel-prazer? Nenhuma! E a Callie fê-lo perceber isso, ele acabou por mandar o pessoal do Presidente escolher se alinhava em partilhar ou então não contarem mais com ele. E eles aceitaram. Yey, Callie!

A Cristina está feita doida a tentar arranjar ao Owen dates na internet. A sério, gente, get a room. Ou então acabem de vez. Para nunca mais. Mas, de preferência, acabem de vez!

A Jo e o Alex assinaram um contrato (esta gente e a mania dos contratos) a dizer que a relação é consensual e blá blá blá, portanto agora não podem ser prejudicados pelo hospital por namorarem.

No final, Richard teve direito a uma festinha com toda a gente do hospital. (Quando estas coisas acontecem, eu pergunto-me sempre. Mas quê, o hospital fecha? É que estavam todos na festa!

Não foi um excelente episódio, mas também não desiludiu e não teve nenhuma cena à novela mexicana. É tudo o que peço.

Nota: 7/10

Diana Sampaio

Publicidade

Populares

calendário estreias posters maio 2024

monsieur spade

Recomendamos