Classificação

9
Interpretação
7
Argumento
9
Realização
8
Banda Sonora

[Contém spoilers]

Estamos na reta final! Apenas a um episódio da season finale, His Dark Materials apresenta Malice, um episódio um pouco mais morno do que se estava à espera mas com momentos surpreendentes.

Neste episódio tivemos uma continuação das viagens das personagens: Lee e Jopari ainda estão a caminho de Lyra, enquanto a Marisa, o Carlo e a Mary já chegaram a Cittàgazze. Lyra e Will continuam com as bruxas numa tentativa de entender os seus destinos e curar a ferida de Will. Se His Dark Materials fosse um filme, esta seria a primeira parte, onde as personagens se preparariam para a derradeira batalha final, que ocuparia a última secção do filme épico. Como episódio de uma série, como as expectativas são diferentes, acho que este ritmo mais lento de revelações esporádicas não resulta da mesma maneira.

Além de todos os momentos de viagem, vamos falar dos momentos que se destacaram neste episódio, que para mim foram as cenas que envolveram a Mrs. Coulter e os spectres, – já para não falar do grande choque deste episódio que não vou revelar aqui – , e a história de Mary em Cittàgazze. Começando por Marisa, com este novo poder relacionado com os spectres a Marisa que todos amamos odiar aparece novamente. Eu já referi que adoro a personagem, porque ela é como um pêndulo, se num episódio mostra o seu lado mais humano, no próximo já está a cometer um crime sem qualquer culpa. É incrivelmente complexa e eu já estava a achar que a estavam a fazer ser demasiado boazinha, mas a verdadeira vilã volta neste episódio e percebemos que era tudo um esquema para manipular o Carlo. Clássico Mrs. Coulter!

Já relacionado com Mary, detetaste as asas de anjo por trás dela, em certas cenas na cidade? Eu reparei em alguma coisa mais brilhante que não parecia natural mas apenas quando fui ver opiniões sobre o episódio é que confirmei que há claramente asas de anjo (muito subtis) nas costas dela! Estou bastante entusiasmada com as possibilidades desta história. Como sabemos, os anjos trabalham para Asriel – isso significa que Asriel está a protegê-la? Será que vamos ter um encontro entre os dois no próximo episódio? E será que o abraço da miúda foi apenas por Mary ser um adulto sem spectres ou por ela sentir a presença dos anjos? Espero que haja respostas satisfatórias em breve.

Queria também abordar nesta review o que eu acho que está a afetar esta temporada: a falta de ação por parte de Lyra e Will, que são supostamente as personagens principais. No início da temporada tivemos muitos momentos interessantes, nomeadamente as suas aventuras em Oxford e até o episódio em que Will se torna o portador da faca. A partir daí, descobrimos mais sobre a profecia e toda a ação está concentrada à volta de diálogos sobre a profecia…mas nada mais acontece. Mesmo a sua relação com as bruxas na teoria deveria ser interessante mas dou por mim a distrair-me nessas cenas. Não sei bem porquê mas as bruxas não me estão a cativar e além do momento honesto entre Lyra e Will neste episódio, todas as outras cenas que os envolveram foram muito irrelevantes. Como disse no início, é como se fosse um caminho longo para a resolução da profecia mas que, para mim, não está a resultar.

Só uma nota final para mencionar as cenas de Lee e Jopari. Que dupla! Vê-se mesmo que os atores adoram trabalhar juntos e têm imensa química, tendo como resultado uma dinâmica muito divertida que me entretém a cada episódio!

Malice foi um episódio que mantém o nível elevado de qualidade de His Dark Materials mas que deixa a desejar, principalmente tão perto do final da temporada.

Quais são as tuas previsões para o último episódio? E como comparas esta temporada à 1.ª?

Ana Oliveira