Classificação

7.5
Interpretação
8
Banda Sonora
7
Argumento
8
Realização

Contém Spoilers!

Neste episódio de Blindspot voltamos a um registo mais “normal”, e por isto entenda-se o estilo habitual de cada episódio, ou seja, uma narrativa com um caso único enquanto que em background se vão passando outras coisas, normalmente mais importantes para a história da temporada.

Neste caso a história foca-se em Jane e na sua procura por uma cura. Finalmente parecia que iam abandonar este tema de vez, ao descobrirem viva a única cientista que era capaz de encontrar uma cura, no entanto, algo acaba por correr mal e eles perdem a cura. Agora sabem que existe uma por aí mas ainda não está acessível. Esta temporada está a revelar-se de longe a mais fraca a nível da história, e depois daquela que foi a temporada mais consistente e bem conseguida com Roman no leme. Também não apreciei a atitude de Kurt durante este episódio, isto porque parece ir contra a personagem. Quando a sua mulher acaba de recuperar de um procedimento bastante perigoso, seria de esperar que ele a quisesse segura o máximo de tempo possível em vez de a tentar forçar a voltar ao terreno.

O outro lado da história é o que se passou com Zapata. Como já tinha escrito aqui, apesar de Zapata e os argumentistas terem feito bem o seu trabalho, o previsível era que esta estivesse realmente a trabalhar infiltrada na organização de Crawford, e quando Madeline tomou as rédeas decidiu continuar para impedir que perigos mais graves acontecessem. Zapata acaba por contar tudo a Reade, e este levanta uma questão muito pertinente. Aquela que todos nós nos perguntamos, sempre que há algum trabalho de infiltração a ser feito. Porque é que ela não contou à sua equipa, sendo que eles não estariam envolvidos podia ter dito alguma coisa. Aquela conversa de ser para a sua proteção e assim já se tornou um cliché demasiado usado. Mas também não conseguiriam fugir muito ao previsível neste caso, a não ser que quisessem cortar eventualmente Zapata da série, e portanto não considero esta previsibilidade uma coisa má ou prejudicial.

Em suma, foi um episódio aceitável, atingido os padrões normais para um episódio banal de Blindspot. Aquilo que me deixa preocupado é que a série não parece estar com um rumo muito promissor, a não ser que o tal plano que Madeline tenha, se venha a revelar extraordinário.

O que é que vocês acharam?

Raul Araújo