Picnic at Hanging Rock – 01×01 – Episode 1
| 29 Mai, 2018

Publicidade

Picnic at Hanging Rock é uma minissérie que nos chega distribuída pela Amazon, já tendo sido também adaptada para cinema, baseada na obra homónima de Joan Lindsay, de 1967.

A misteriosa viúva Hester Appleyard (Natalie Dormer) chega à Austrália, trazendo consigo uma carregada bagagem emocional. Após a aquisição de uma imponente mansão resolve ali abrir um colégio para raparigas de um estrato social elevado. O início da trama deste primeiro episódio gira em torno da vida das alunas e dos professores. As raparigas, como quaisquer umas daquela idade, têm resistência em obedecer às ordens, como é próprio da adolescência. Appleyard mantém a ordem no colégio assente em regras bastante rígidas, com uma posição austera, mostrando pouca ou nenhuma flexibilidade, por forma a manter o bom nome do colégio.

Primeiramente, Mrs. Appleyard abre uma brecha e deixa que as raparigas, as mais velhas, possam ir a uma festa da alta sociedade e de homenagem aos soldados. Aí podem conviver com os jovens rapazes, mas sempre sob o olhar atento da diretora do colégio, não deixando que nenhuma das raparigas se desvie da sua boa educação. Miranda, uma das personagens mais mencionadas e admiradas por todos, afasta-se do grupo para ir ver os cavalos e aí é assediada por um dos soldados, passando por um momento muito traumático. Consegue defender-se das investidas do rapaz, até que chega Mrs. Appleyard para resolver a situação.

Miranda é parte integrante de um grupo distinto de raparigas, estando constantemente a chocar de frente com a diretora e com uma posição de força para com esta. Quando Mrs. Appleyard castiga Sara, uma das alunas mais jovens e amicíssima de Miranda, por mau comportamento nas aulas, esta rouba uma lata do quarto da diretora com pertences – que nunca chegamos a ver o que contém -, por forma a chantagearem a diretora. Esta devoção dá-nos a entender que a jovem desenvolve um outro tipo de sentimento além da amizade, isto porque fá-lo a mando de Miranda, provocando a diretora e sabendo que irá sofrer graves consequências, sendo maltratada, o que já não seria a primeira vez.

O dia de São Valentim chega e as raparigas andam num rodopio pelo colégio com a chegada de inúmeros postais de potenciais admiradores e pretendentes. Mrs. Appleyard deixa que as raparigas saiam para que se possam distrair e divertir num piquenique em Hanging Rock, deixando-as a cargo das professoras; faz-lhes bastantes avisos sobre os diversos perigos que a natureza naquele local esconde. Já durante o piquenique, a maior parte das raparigas adormece, enquanto o grupo de Miranda, Marion e Irma, solicitam autorização às professoras para verem a Hanging Rock mais de perto. Sendo-lhes cedida a permissão, estas iniciam a caminhada, mas veem-se obrigadas a levar consigo uma colega que não faz parte do grupo. Enquanto caminham descalças em plena comunhão com a natureza, somos brindados com uma vista fantástica da floresta. Adiante ouvem-se gritos de medo e terror, uma das quatro raparigas surge aflita e assustada, gritando e fugindo. É aí que percebemos que as restantes três desapareceram misteriosamente. As outras alunas que participavam no piquenique chegam ao colégio, onde encontram uma diretora aflita com a hora tardia a que chegam, fazendo adivinhar que algo de grave aconteceu.

A história é interessante, a fotografia é espetacular, no entanto o episódio teve alguns momentos que achei desnecessários, close ups em cenas que não se percebe muito bem porque são feitos porque não têm interesse nenhum; um exagero da câmara lenta em situações que não havia necessidade nenhuma de o fazerem. Nos variadíssimos momentos de tensão, entre música intensa e cenas misteriosas, pensamos que é agora que se vai dar a reviravolta ou aparecer algo de soturno e estranho, mas depois não acontece nada. Apesar de tudo, é sempre agradável voltar a ver Natalie Dormer e, como sempre, a sua boa prestação. A rapariga tem mesmo jeito para fazer estes papéis enigmáticos!

Ana Galego Santos

Publicidade

Populares

beef ali netflix

calendário estreias posters janeiro 2024

reina roja

Recomendamos