Mosaic – 01×01 – Meet Olivia Lake
| 26 Jan, 2018

Mosaic é a mais recente estreia da HBO. A série foi escrita por Ed Solomon e realizada por Steven Soderbergh, que conta com um vasto currículo no mundo do cinema, participando em filmes de sucesso como foram os casos de Traffic, Ocean’s Eleven ou Magic Mike, e que recentemente se tem dedicado às séries. The Girlfriend Experience e Godless eram as suas mais recentes obras nesta área, até à estreia de Mosaic.

A nova série da HBO gira à volta do assassinato de Olivia Lake (Sharon Stone), uma aclamada escritora e ilustradora de livros infantis, uma mulher bem sucedida, mas que se sente sozinha numa mansão na pequena e montanhosa cidade de Summit, Utah, e assombrada por um passado amoroso repleto de arrependimentos.

Olivia conhece o bartender Joel (Garrett Hedlund), que é também um aspirante a artista e contrata-o, num clima de flirt, aceitando que ele se mude para sua casa. Contratado por um vizinho (Michael O’Connor, interpretado por James Ransone), Eric Neil (Missing Persons) tenta seduzir Olivia numa tentativa de convencê-la a vender a sua mansão.

No presente, após o assassinato, Eric é o principal suspeito de ter matado Olivia, mas também Joel está na mira de Alan Pape (Beau Bridges), o xerife encarregue da investigação. A história começa com uma conversa entre estes dois, numa tentativa de fazer Joel falar sobre o que aconteceu. O episódio mistura o presente e o passado de há quatro anos, através de flashbacks, ao mesmo tempo que tenta enquadrar as principais personagens.

Ed Solomon, o escritor da história, já afirmou que “qualquer vilão pode ser o herói da sua própria história e isso obrigou-me a pensar que todas as personagens são dignas do seu próprio filme”. É neste contexto de dar importância a todos os pontos de vista que surge a grande novidade deste projcto: Uma aplicação móvel onde é possível escolher a perspetiva sobre a qual se assistem aos acontecimentos, bem como analisar documentos, notícias, mensagens de voz, e-mails e os relatórios da polícia. Algo que pode alterar para sempre a forma como estamos habituados a ver séries.

Para além do formato clássico, onde a série conta com seis episódios, esta aplicação móvel, disponível para iOS e Android, promete proporcionar uma experiência mais interativa ao espectador que, apesar de não poder alterar o rumo da história, pode escolher a perspetiva sobre a qual assiste à mesma. A ideia é poder conhecer os vários pontos de vista de cada uma das personagens, através de diferentes ângulos e com a introdução de novas personagens e diálogos, estando ainda ao dispor dos espectadores alguns documentos onde podem ser analisados pormenores mais detalhadamente.

Esta promete ser uma inovação com a qual iremos conviver bastante no futuro e que apresenta uma potencialidade enorme. Imagine-se uma série como Game of Thrones com uma aplicação deste género, onde existam estas funcionalidades de ver os factos pelas perspectivas de cada uma das personagens ou aceder a todo o tipo de documentação. Seria um mundo inimaginável.

É de louvar esta inovação, existindo no entanto um problema grave que necessita de ser resolvido. Esta aplicação (para já) apenas está disponível nos EUA, estando para o resto do mundo disponível “apenas” a versão televisiva da série.

É uma pena que esta funcionalidade ainda não esteja disponível para todos, acabando Mosaic por ser uma série de mistério e assassinato razoavelmente interessante, mas que talvez não acrescente muito mais aquilo que já existe nesta área. De qualquer das formas, é importante salientar a ousadia dos autores desta série ao iniciar a exploração deste novo modelo.

Apesar de ainda não existirem nomes ou histórias definidas, sabe-se desde já que esta aposta é para manter e que Soderbergh já se encontra a trabalhar em dois novos projetos interativos, para os quais será utilizada a mesma plataforma que foi criada para Mosaic.

Diogo Reganha

Publicidade

Populares

calendário estreias

freeridge poster

Recomendamos