Legends of Tomorrow – 03×07 – Welcome to the Jungle
| 23 Nov, 2017

Publicidade

Contém Spoilers!!

Neste episódio a equipa regressa à altura da guerra entre os Estados Unidos da América e o Vietname, em 1967, para encontrarem uma anomalia já conhecida dos fãs das séries do universo da DC, mais concretamente uma “cara” que Barry Allen bem conhece. Rory tem também o seu reencontro perdido com o pai que ele odeia.

Tudo o que a equipa sabe é que existe uma criatura que está a atacar e a matar soldados na selva durante a altura da guerra, assim o próximo passo lógico é disfarçarem-se e misturarem-se com os soldados; fazem-se passar por repórteres que estão a investigar o que se está a passar. Nate e Mick vão ao lugar onde os soldados foram encontrados e apenas encontram um rasto de sangue e restos dos soldados. Isso, e o pai de Mick, que se trata de uma versão (atualmente com a mesma idade) dele. Nate faz-se passar por agente da CIA e acabam por formar uma coligação para investigar, enquanto Mick tem de enfrentar os problemas não resolvidos com o seu pai. Relembrando que no futuro ele matou o pai num incêndio.

Anh Ly uma rapariga que se encontrava no acampamento, afirma saber o que se passa na selva e leva Zari, Amaya e Ray ao acampamento onde se encontra a criatura em questão, que no meio dos vietnamitas é tratado como um novo Deus. Trata-se de Grodd, que fugiu da sede da Argus e quer impor a paz, no seu modo muito próprio, e fazer sofrer os humanos. E quando Amaya tenta usar o laser de encolher contra ele, este vira-se a ela e partilha, quase violando-lhe a mente com as imagens do que lhe aconteceu e de coisas que os humanos fazem apenas por serem seres violentos. Ao mesmo tempo, Zari descobre que o carro onde o presidente se encontra é o alvo das operações criadas por Grodd. Entretanto, Amaya consegue criar uma ligação com ele pelo seu espírito animal, mas essa ligação é interrompida e cancelada pelo aparecimento da família Rory, que aparece para o destruir.

Jax tem um pequeno papel para além das discussões com Stein sobre separar ou não Firestorm, mas os seus atos não deixaram de ter uma enorme importância, pelo menos para a timeline. Jax chega ao carro onde seguia o presidente e para-o a um passo de rebentar uma armadilha que o levaria a uma morte certa, utilizando os seus conhecimentos para o salvar da mina sem rebentar. A equipa consegue sair do Vietname com a sensação de que, mesmo que tenha sido pouco, tornaram as coisas um bocadinho melhores e, como é habitual, na maneira trapalhona deles. O que não sabem é que Grodd foi salvo por Damien, que lhe dá o poder de viajar no tempo com um simples pensamento, deixando a promessa de muita mais confusão no futuro e o reaproveitamento, mais uma vez, de um bom vilão das séries irmãs deste universo.

Este episódio não deixa de ter uma tarefa ingrata. Digo isto porque o episódio que se segue é o crossover das quatro séries, que o ano passado foi um sucesso, sendo considerado inclusive dos melhores episódios da temporada de algumas das séries envolvidas. Assim a expectativa para este ano, e a consequente ânsia, está bastante elevada, só querendo que chegue a próxima semana. E este episódio foi o último que nos separa da crise na Terra X, o que não impediu que fizessem um bom trabalho. Gostei, por exemplo, da inclusão para efeitos cómicos de personagens como o Newton. E vocês, o que acharam? Vão ver o crossover?

Raul Araújo

Publicidade

Populares

calendário estreias posters maio 2024

monsieur spade

Recomendamos