Classificação

8.7
Interpretação
8.9
Argumento
8.7
Realização
8.8
Banda Sonora

O episódio desta semana focou-se num sentimento muito forte que compõe uma relação nem sempre fácil, mas inigualável, o amor entre irmãos.

Quem tem a sorte de ter irmãos e de se dar bem como eles, como é o meu, caso sabe como pode ser uma relação com grandes oscilações: há disputas, picardias, teimosias, partidas, mas, no fim de tudo, há sobretudo uma enorme amizade. E não esquecendo a responsabilidade dos típicos papéis a desempenhar: irmão mais velho, aquele que dá o exemplo e guia o irmão mais novo na sua exploração do mundo; irmão mais novo, a quem geralmente é dado um maior crédito para “arranjar sarilhos”.

This Is Us mostrou-nos uma relação nada estranha entre irmãos, com traços que com certeza se equiparam a tantas outras relações fraternais por esse mundo fora: a relação entre Kevin e Randall. Randall sempre foi aquele que fazia de tudo para conquistar a aceitação do irmão, para conquistar a sua “amizade”. Já Kevin, a quem muita gente terá tido a vontade de dar um bom “par de estalos” durante este episódio, sempre fez de tudo para melindrar o irmão, desprezando-o, gozando com ele, no fundo procurando tornar bem evidente a sua falta de apresso, motivado pela sua crença de que Randall era sempre o centro das atenções e privilegiado em detrimento de si próprio e da irmã Kate. Para tentar inverter esta relação conflituosa, Jack leva os dois rapazes para acampar, para afastá-los das distrações eletrónicas da cidade, e darem atenção e valor ao que mais simplesmente pode ser tão gratificante, a companhia um do outro. Não foi tarefa fácil, mas o pai Jack e os seus já famosos e bem sucedidos discursos e lições de vida acabam por quebrar até certo ponto a atitude de Kevin.

Bem sabemos que a relação entre os dois continuou a ser complicada, até pelas cenas da adolescência, e mesmo na idade adulta que vimos na temporada passada, mas sabemos que no fundo eles se respeitam, se preocupam e sentem compaixão um pelo outro. Terá sido Jack o principal responsável por essa mudança interior? Acredito que sim! E de onde vem o exemplo de Jack, qual a sua experiência neste tipo de relações? Outra surpresa com que This Is Us nos brindou e que deixou uma grande questão no ar, para ser respondida nos próximos episódios.

Enquanto os três homens da família Pearson se aventuravam na natureza, aquele que seria um programa de cinema para as “meninas” Rebecca e Kate é abortado com as notícias do estado grave de saúde do pai de Jack. Rebecca visita-o no lar onde habita atualmente. Apesar de alertado, Jack não é demovido da sua missão, que se sobrepõe claramente à possibilidade da perda de alguém que teve um impacto tão negativo na sua vida e que considera “morto” há bastante tempo. Fica então a cargo de Rebecca o confronto e a despedida.

No presente, assistimos à complicada reação de Kate à sua gravidez. Ela tem pouca esperança que a mesma chegue ao seu término com sucesso em função do seu peso. Já Toby, que recebe a notícia neste dia, fica radiante e ansioso pela ideia de conhecer o seu descendente. Uma reação claramente oposta à de Kate e que ainda a coloca debaixo de uma pressão maior e que a leva a explodir com Madison, a “magra complexada” do grupo de luta contra o excesso de peso. No entanto, e ao contrário do que seria expectável, essa explosão acaba por ter um efeito muito positivo em Kate, que assim liberta o seu stress, os seus maiores receios, e decide entrar na onda de celebração de Toby, que volta a assumir as despesas da comédia neste episódio, em cenas perfeitamente hilariantes.

Finalmente temos Kevin e Randall juntos numa cerimónia de Sophie. Kevin estava lá, obviamente, para apoiar a namorada. E devemos dizer que esteve muito mal nesse papel. Dominado pela dor após os seus comprimidos terem chegado ao fim e sobre uma dose bem acima da conta de álcool para colmatar essa falta, temos um Kevin descontrolado e ausente que falha com Sophie no momento em que ela contava com a sua presença na gala, deixando-a claramente desiludida. Veremos nos próximos episódios como Kevin dá a volta à situação ou se, por outro lado, entra numa espiral negativa associada à bebida, tal como ocorreu com Jack no passado. E porque estava lá Randall? Bem, para agradar a Deja, que queria ir pois, ao que parece, tem um fraquinho pelo “The Man-ny”. Randall faz tudo para moldar a opinião de Deja, para conquistar a sua confiança e, à semelhança do sucesso de Jack com Kevin, também Randall parece que está a somar pontos junto da sua filha.

E assim This Is Us levou-nos numa viagem pelo mundo das relações fraternais, ao bom jeito característico e cativante da série e deu-nos novas peças no puzzle que é a história da vida da família Pearson. Cá esperemos ansiosos pelas próximas peças e surpresas, que não faltarão nas próximas semanas.

André Borrego