Classificação

7.5
Interpretação
6.5
Argumento
7
Realização
8
Banda Sonora

Contém Spoilers!

Antepenúltimo episódio de Quantico e a equipa encontra-se destruída, separada em duas metades, com uma grande falta de motivação. Em duas frentes diferentes tentam uma última cartada antes de desistirem.

Raina continua a usar o seu contacto, que fez durante o episódio anterior, para tentar libertar a sua irmã, que continua presa ilegalmente. Enquanto esta reunião se passa, Alex e Owen, que se afastaram da equipa, preparam-se para que Alex infiltre o grupo dos colaboradores. Para provar a sua nova lealdade, Alex tem que chantagear Mathew, um trabalhador com um cargo importante na CIA para se demitir. Alex, contra a sua vontade, executa esta tarefa de forma exímia. O que resta da equipa, agora composta por Raina, Clay, Shelby e Ryan, tenta procurar alguma informação que possa usar contra Roarke, no entanto parece que o seu adversário tem um cadastro totalmente limpo, sem nada que possam usar apenas para o envergonhar. O único plano que conseguem formar é de mentir a Raina para que esta minta ao seu contacto, Felix, de modo a conseguirem criar um ambiente de desconfiança à volta de Roarke.

O próximo teste de Alex vem numa reunião com o FBI, em que consegue perceber que os agentes estavam a ser envenenados e tem que decidir se deixa a operação seguir o seu curso ou se tenta salvar os agentes e acaba com o seu disfarce. Para esta decisão não contribui Ryan, que finalmente descobre onde esta está e recusa-se a deixar isto continuar. Alex tem que o agredir para fazê-lo perder a consciência e poder sair dali sem acabar com o seu disfarce. Quanto à operação de Shelby e Clay, esta corre mal devido à ingenuidade de Raina, que acaba por ligar a Felix e estragar a operação.

A presidente, correndo o risco de ser implicada na morte dos agentes do FBI, não consegue ter outra medida que não demitir-se e é isso que faz num discurso bem preparado e marcante. Clay abandona a equipa e entrega a liderança a Alex, caso esta queira, uma vez que é a única com um plano. Uma coisa que, na minha opinião, reflete o estado de Quantico é que as dinâmicas entre personagens têm mais interesse do que a história em si. Refiro-me neste caso à relação entre Shelby e Clay, que demonstram uma química que supera a do par principal, Alex e Ryan. Espero que nestes dois episódios que faltam este novelo se desenrole e que, tanto a este nível como ao do enredo, tenha um final digno. O que acharam deste episódio?

Raul Araújo