Arrow – 05×20 – Underneath
| 08 Mai, 2017

Publicidade

[Contém spoilers]

“I want to play a game”

Underneath vem exatamente no seguimento do episódio passado e explora as diferenças de opiniões entre Lyla e Diggle e principalmente entre Oliver e Felicity, acrescendo num desenvolvimento da relação pessoal entre o último casal e ainda nas motivações individuais de Felicity. Foi um episódio focado, mas que teria ganho mais ao focar-se quase exclusivamente em Oliver e Felicity, dando-nos uma experiência imersiva do desafio de escapar do bunker.

Tudo teria sido resolvido num instante se na companhia de Oliver e Felicity estivesse o engenhoso MacGyver, mas mesmo assim foi interessante ver a dupla a tentar encontrar uma forma de se salvar. Foi particularmente estimulante ver as capacidades dos dois a serem levadas ao máximo e Oliver a mostrar-se tanto um mestre do arco como Felicity mestre da matemática. A favor deste episódio contou também a genialidade dos planos maquiavélicos de Prometheus, que é capaz de usar as coisas mais simples e transformá-las numa situação de vida ou morte. O lembrete da incapacidade de Felicity e de como o EMP a deixou de novo paralisada foi uma ideia bem aproveitada.

Parece também que os produtores estão a testar um novo tipo de flashbacks não regulares, mas que introduzirão ocasionalmente para nos mostrar situações passadas que completam o enredo do presente. Vimos isso com Rene anteriormente e agora com o que sucedeu entre Oliver e Felicity mesmo após a derrota de Darhk. Encaixou bastante bem com o que se estava a passar no bunker e veio aprofundar as razões porque Felicity realmente decidiu terminar a relação entre os dois. Há aqui fãs de Olicity? Acham que ainda os vamos voltar a ver juntos mais uma vez? Para os haters desta relação, escusado será dizer que este terá sido um péssimo episódio.

O enredo com Quentin, que será seguido na semana que vem, traz-nos uma história que parece interessante e que tem a sua lógica. Faz lembrar o que poderia ter sucedido em Batman: The Dark Knight (2008) caso este não tivesse as culpas pelos atos de Harvey Dent.

A discussão entre Lyla e Diggle não veio introduzir nada de novo e pouco serviu a não ser para ocupar tempo. Como Lyla diz, tendo em conta que Diggle é um vigilante e anda pela cidade a espancar e a disparar contra pessoas e também já cedeu ao lado negro algumas vezes, não vejo bem qual a moral e o problema que ele tem. Mesmo que fosse contra algumas das decisões de Lyla acho que não é motivo para todo este escândalo e querer já terminar tudo. Revela uma atitude infantil que não é muito típica do personagem. Para ser um espião todos sabemos que há linhas que têm que ser cruzadas e a chefe dos espiões então tem um peso nos ombros em si em que muitas vezes tem que escolher entre o mau e o péssimo estando o destino do país nas suas mãos. O resto da Team Arrow pouco teve que fazer e teria sido melhor se apenas tivessem aparecido no final para o salvamento, deixando o resto do episódio focado no enredo principal.

Quem é que também se lembrou da cena de Captain America: Civil War (2016) quando viu Oliver a forçar o músculo para levantar Felicity?

O cliffhanger não deixa esperanças que o tormento de Oliver esteja sequer perto de terminar. Ainda em baixo depois da tortura às mãos de Prometheus, que o levou a admitir que gosta de matar, e que neste episódio parece que o seu espírito de luta continua afetado e que uma morte em batalha até seria bem vinda, será que Oliver sobreviverá se o seu filho for morto?

Com apenas três episódios até ao final da temporada, ainda temos bastantes perguntas no que diz respeito a Prometheus e também Vigilante. Se os produtores se focarem nisso penso que não haverá problemas em manter o nível de emoção elevada e terminar a temporada em grande. Não podem é começar a divagar muito como aconteceu com este episódio, que foi basicamente filler. Sem falar que nunca mais tendo havido os flashbacks standard, parece que pelos vistos o enredo da Rússia está mesmo terminado. O confronto com o melhorado Kovar deverá ficar para a próxima temporada. Devo admitir que até prefiro que assim seja, pois desta forma o adeus aos flashbacks foi feito da melhor maneira e esta 5.ª temporada ficará com uma boa classificação no que toca à história do passado.

Para a semana, em Honor Thy Fathers, a Team Arrow terá que lidar com a súbita libertação dos prisioneiros que tinham sido julgados por Adrian Chase. Até lá, salvem a vossa cidade!

Emanuel Candeias

Publicidade

Populares

calendário estreias posters maio 2024

mayfair witches estreia

Recomendamos