Blindspot – 02×17 – Solos
| 02 Abr, 2017

Publicidade

Contém Spoilers

Esta semana, Blindspot apresenta um episódio num estilo diferente de qualquer outro até agora. Em vez de ser focado em Sandstorm, como aquele final do episódio anterior daria a entender, ou de ser mais uma tatuagem que se relacionaria com uma conspiração, desta vez o foco é Oliver, o namorado de Jane.

Ambos acordam num quarto fechado onde estão a ser vigiados por vídeo-vigilância. Obviamente, Jane pensa logo que foi Shepherd a organizar o seu rapto, quando se apercebe que Oliver sabe onde se encontram. Assim descobre que o pai de Oliver esteve envolvido num esquema tipo Ponzi, onde roubou 200 milhões aos seus clientes e fugiu quando Oliver descobriu. Facto que esteve na origem da sua mudança do seu nome.

Jane decide passar ao ataque e destrói a câmara, o que leva os raptores a invadirem a cabana. No entanto, contrariamente ao esperado, Jane não os consegue dominar devido ao seu número. O chefe do bando conta a sua história, sobre a sua amada filha que foi enganada e levou a sua empresa à falência, acabando por ser obrigada a despedir todos os seus 52 empregados; não aguentando a mágoa, suicidou-se. Finalmente, o seu pai descobriu quem era o responsável e organizou um rapto conjunto. Sim, porque para além de Oliver e Jane também raptou os filhos de Edith, a parceira do pai de Oliver. Apenas o primeiro pai a pagar o resgate é que recebe os reféns.

Jane consegue convencer os raptores a deixarem-na fazer um telefonema, que preenche com códigos relacionados com Sandstorm para ativar um alarme na sua equipa, dizendo para salvar os mais novos primeiro enquanto ela tenta salvar-se sozinha. Entretanto descobrem através de Edith que o pai de Oliver morreu recentemente. Graças às indicações de Jane, o FBI salva os filhos de Edith; Jane e Oliver começam a sua tentativa de fuga. Oliver inclusive mata um dos raptores. Quando o chefe está prestes a deixá-los ir e desistir da vingança é morto pelo seu braço direito, que ainda não desistiu do dinheiro.

Seguem para a caridade de Oliver com a equipa do FBI a caminho. Um pouco atrás, na carrinha, Jane consegue matar os seus captores sozinha e Oliver tenta vencer o recém-eleito chefe com a ajuda de um tiro de Nas que chega na altura certa. Com todos os envolvidos mortos, tudo o que resta para prender é Edith pelo que fez e informar Oliver da morte do seu pai. Oliver recebe a notícia sem grande tristeza, mas não aguenta a sua relação com Jane e acaba com esta, deixando-a livre e solteira ao mesmo tempo que Weller, algo que já não acontecia há algum tempo.

Paralela a esta história existe a de Reade e a de Roman; o primeiro demite-se do FBI pelas drogas e continua a tentar seguir o caminho da perdição. Roman continua a tentar ajudar o FBI, mas acredita ser um monstro, momento em que Weller e Nas decidem dar-lhe permissão para viver com Jane no abrigo desde que com pulseira electrónica e a ter que constantemente reportar à equipa. Medida tomada para evitar que ele se torne novamente um monstro através de uma autorealização de profecias, ou seja, se todos acreditarem que ele é um monstro e deve estar preso, este começa a creditar e acaba por se tornar novamente um assassino sem consciência apenas porque era o que todos esperavam. O episódio termina com um cheirinho do que se irá passar no próximo: a equipa irá ser investigada. O que acharam deste episódio e o que acham que irá acontecer?

Raul Araújo

Publicidade

Populares

calendário estreias posters maio 2024

mayfair witches estreia

Recomendamos