Classificação

9.4
Interpretação
9.3
Argumento
9.3
Realização
9.6
Banda Sonora

 [Contém spoilers]

Nada é real

“Lindo”, “aterrador”, “inovador”, “com a capacidade de parar o tempo quando estamos a ver a série”, “juntamente com Westworld, uma das melhores séries da atualidade”. Legion vai amealhando elogios à medida que vamos avançando na temporada e aponta para a conquista do pódio como uma das mais marcantes séries de sempre.

“Legião é o meu nome, porque somos muitos.” David, King, Lenny/Benny, World’s Angriest Boy in the World, O Demónios dos Olhos Amarelos. Quem é quem tu queres saber? O pião que é esta série! Cospe-nos uma pergunta frequente, quem é o Demónio? Neste episódio a resposta começa a ser escrita.

Desde criança que um parasita escolheu David com hóspede. Sempre que este se apercebe da sua presença, as suas memórias são reescritas e esquece-se dele. Um mutante ancião ou algo diferente? “What did the stars say?” A imensidão do poder de David tornou-o um alvo, mas ao mesmo tempo protege-o de ser completamente eliminado por esta entidade. Qual a linha que separa os poderes que pertencem a um e os que pertencem a outro é mais uma das incógnitas. O facto é que, desde a ajuda na fuga do plano astral, o Demónio encontrou uma porta que lhe dá um acesso e controlo muito maior a David.

O mal dos demónios é que quando entram na nossa vida não surgem como os monstros que nos irão destruir. Convidam-se, apelativos, e com oferendas irrecusáveis. Como, por exemplo, dando um controlo sob os nossos poderes mutantes que nos permitirá estar mais próximos da nossa namorada, salvar a nossa irmã e eliminar os nossos inimigos. A Division 3 era um autêntico campo de chacina, com a morte de Brubaker (o velho que parecia mandar na coisa), a atenção de outras Divisões deve ser despertada; e vendo tantos soldados enfiados nas paredes e no chão, será que David possui também um poder semelhante a Kitty Pryde (poder de intangibilidade)? O início e meio de um filme de terror podem variar, mas no fim o demónio irá sempre virar-se contra nós e exigir a sua parte do acordo, que será sempre mais do que aquilo que temos para dar.

David, Syd, Amy, Melanie, Ptonomy, Carry, Kerry, Rudy e Walter são todos consumidos pelo reino do Demónio e aqui quem manda é Lenny. O que permite a Syd ver mais do que os outros? Será Amy uma personagem tão plana ou esconde também ela segredos para além de saber que David é adotado (tudo a votar para Patrick Stewart aparecer como Charles Xavier)? O interesse profundo de Melanie em David é que ele salve Oliver, mas, sendo ela a líder deste grupo de mutantes, quais são os seus poderes? Chegaremos a ver Ptonomy usar a sua Tommy Gun (hell yeah!)? Carry já demonstrou ser um génio da mente e das invenções tecnológicas, Kerry ficou aquém do génio de artes marciais. Sinceramente genial foi a transformação de Carry aquando da absorção da ferida Kerry! Rudy mostrou, no 2,º episódio, que as suas habilidades de telecinética são poderosas, sendo normal que seja usado em missões perigosas. Foi bom vê-lo de volta! Pena é que, dependendo dos poderes de Walter, podemos não ver mais Rudy. O que leva alguém a virar-se contra a sua própria comunidade?

A atmosfera neste episódio é superior à sentida em muitos filmes de terror. A realização é limada até termos os sentidos em ponto de ebulição e a banda sonora é de tal excelência que, mesmo fechando os olhos, sentimos a pressão dos acontecimentos a esmagar-nos. Quanto à música da semana para adicionarem à soundtrack da série ficamos com Muppet Movie – The Rainbow Connection. O que é que esconde o arco-íris?

Factos Nerdy:

  • Repararam que em Summerland também há aulas? Este santuário é um verdadeiro precursor da Mansão de Xavier para crianças dotadas
  • Sabiam que o ator Bill Irwin tem formação de palhaço? A cena sem palavras com Melanie deve ter sido um prazer para ele
  • E agora que a Lucille de Walking Dead decidiu fazer uma tournée (por Supernatural e The Big Bang Theory), em Legion vimos não a própria, mas uma prima dela nas mãos de Kerry

De volta ao início, no Chapter 6, o regresso a Clockworks será uma prisão mental cuja fuga poderá não ser possível e, se o for, a realidade será completamente abalada. Até lá,  deixem a vossa mente despertar!

P.S.: Já viram o filme Logan? É sem duvida o “Excelsior!” da saga dos X-Men no grande ecrã. E a música “Hurt”, de Johnny Cash, não podia ser uma escolha mais perfeita para exemplificar a vida de Wolverine.

Emanuel Candeias