How To Get Away With Murder – 03×09 – Who’s Dead?
| 21 Nov, 2016

Publicidade

Finalmente o episódio que dá resposta à questão que nos deixou em suspenso durante todas estas semanas: who’s Dead? E que nos vai deixar num interregno de dois meses até ao próximo episódio!

Continuamos com Frank a apontar uma arma a si próprio e a ser incentivado por Annalise a disparar, mas simultaneamente a ser dissuadido por Bonnie e ao mesmo tempo (mas não no mesmo espaço temporal da série) a acompanhar a avaliação final na disciplina de Annalise. Vamos tendo um paralelismo entre o caso apresentado na avaliação e Frank: um serial killer, sociopata, doente e depravado que merece morrer, mas que ao mesmo tempo merece uma segunda oportunidade, por reprimir muita dor e sofrimento e por causa do arrependimento que sente. Frank acaba por ser demovido da ideia devido à declaração de amor de Bonnie, que o relembra do significado da noite que tiveram juntos.

Uma das cenas mais intensas desta temporada (tiro o chapéu a Charlie Webber, não esperava uma performance destas!) e que deu o mote para um episódio de emoções ainda mais fortes do que aquelas a que nos temos habituado.

Entretanto, Annalise comunica as notas da avaliação, todos conseguiram superá-la com sucesso e, por isso, têm direito a diversão! Não todos, porque Michaela recebe a visita inesperada da mãe. Ficamos a saber um pouco mais da história de vida de Michaela, do seu afastamento da família adotiva, do oportunismo da sua mãe, que adotou inúmeras crianças para lucrar com isso, e de como Michaela se desvinculou dessa família disfuncional e se desenrascou sozinha para chegar onde chegou. Pergunto-me o porquê desta história ter sido introduzida agora, sendo que não acrescentou nada de novo, mas talvez seja por já conhecermos um pouco do passado dos restantes Keating 5, à exceção de Connor.

No cabeleireiro, onde podemos ver novamente Mary J. Blige, Annalise fica a saber que Atwood andou a fazer perguntas sobre si e decide confrontá-la para saber se a Procuradoria decidiu fazer uma investigação.

Com todas estas preocupações, Annalise volta a beber e com medo das consequências que a investigação possa vir a trazer decide queimar todos os dossiers sobre os casos de Rebecca, Sam, Lila e Mahoney, recordando tudo o que já aconteceu desde a primeira temporada e que desencadeou todos os problemas que estão a acontecer agora. Após isto, e deixando a porta de casa aberta (indício de que vai facilitar a vida a quem quer que seja o responsável pelo incêndio em sua casa), decide ir ter com Bonnie para a avisar que estão a ser investigados e porque Bonnie também é a única pessoa que mesmo depois de tudo o que Annalise lhe diz fica com ela e a apoia incondicionalmente.

Wes é chamado à esquadra sob o pretexto de rever o testemunho no caso Mahoney, mas na realidade não é esse o motivo. Wes é chamado para ser confrontado por dois detetives, estes sim responsáveis pela investigação a Annalise, sobre a morte de Rebecca. O corpo de Rebecca foi encontrado na floresta e o namorado é sempre o principal suspeito e, por isso, Wes pode estar em maus lençóis. Para se livrar de qualquer acusação, os detetives propõem-lhe imunidade total, desde que ele testemunhe contra Annalise.

Neste momento, Annalise convoca os Keating 5 para se reunirem em sua casa. Laurel é a única que responde e se dirige para casa dela. Connor está com Thomas, Michaela com a mãe, Asher totalmente bêbedo e Wes na esquadra. Já Oliver está na Clínica, a tentar perceber o que se passou na noite da fogueira e do assassinato de Sam depois de Connor lhe dizer que não contou a verdade sobre essa noite, quando Annalise lhe pede para aceder à informação da Procuradoria para saber mais sobre a investigação.

Nate, depois de ficar a saber da investigação e do interrogatório a Wes, dirige-se a casa de Annalise! Nate é o morto? Momentos depois, Laurel entra em casa de Annalise e boom!! Dá-se uma explosão que deixa a casa em chamas!

Temos então acesso a todos os flashforwards desta temporada, desde a chegada de Annalise ao local, à sua detenção, passando pela limpeza do telemóvel por Oliver, pela descoberta de Laurel nos escombros e de que está grávida, até à existência de um informador anónimo. Descobrimos que a pessoa a quem Bonnie conta pelo telemóvel que Laurel está grávida é Frank, que está em frente à casa de Annalise. Acontece também o reencontro de Connor e Oliver no hospital. Asher, Michaela, Connor e Oliver pressionam Bonnie para saberem quem é a pessoa morta.

Seguimos para a morgue, onde decorre a autópsia preliminar do morto: homem, idade indeterminada e de etnia negra! Nate! Ninguém tem dúvidas de que será Nate! Ele estava em casa de Annalise! Errado! Vemos Nate entrar na morgue e pedir para ver o morto. WES é o morto encontrado em casa de Annalise! Sim, posso fechar a boca agora! WES!!! Eu avisei! Estou chocado por matarem uma das principais personagens da história, mas sempre desconfiei! Laurel sabia que era ele quando escreveu no papel o seu nome? Estava a tentar dizer que ele estava em casa de Annalise? No hospital Bonnie conta aos restantes Keating 5 e estes ficam completamente sem reação.

Voltamos umas horas atrás e vemos Wes sair da esquadra depois de ouvir a mensagem de Annalise, sem prestar qualquer depoimento contra ela e não assinando o acordo de imunidade. Conclusão: não é Wes o informador secreto que denunciou Annalise e que é responsável pela sua prisão. Quem é então? Oliver? Depois de descobrir a verdade sobre a noite da fogueira?

Mas as novidades não acabaram por aqui! Nate visita Annalise e diz-lhe que Wes já estava morto antes do incêndio! QUEM MATOU WES? O que se passou entre a saída de Wes da esquadra e o momento do incêndio? Frank matou Wes por causa de Laurel? Ou foi Nate já que no momento da explosão não estava lá?

Como vão Annalise e os restantes Keating 5 reagir a isto? Que repercussões terá esta morte na trama? E se Wes for mesmo o pai do bebé de Laurel?

Tantas questões!! Como vamos conseguir esperar até Janeiro!?

Episódio tremendo! Chocante e cheio de reviravoltas! É preciso ter coragem para matar assim uma das personagens principais e deixar-nos aqui num misto de emoções em que o espetador nem sabe bem como reagir e assimilar tudo isto! Termina assim esta primeira metade da temporada e em grande!

Fazer apenas uma ressalva à grande banda sonora que acompanha todos os momentos de um forma soberba!

Volto em Janeiro, até lá tentem não desesperar com a falta dos nossos advogados preferidos!

David Pereira

Publicidade

Populares

calendário estreias posters maio 2024

eric netflix

Recomendamos