Designated Survivor – 01×07 – The Traitor
| 20 Nov, 2016

Publicidade

Com Nassar morto por envenenamento, cada vez mais se confirma a teoria de Hannah de que este não tem qualquer ligação ao ataque ao Capitólio, servindo apenas como uma distração. Se depois de lhes contar acerca de Catalan, Nassar foi morto, o que acontecerá a Hannah e Atwood?

O jantar entre os Kirkman e os MacLeish acontece, com a partilha de histórias de como os casais se conheceram, contudo o jantar é interrompido por causa do assassinato de Nassar.

Por causa disto, Tom convoca uma reunião com Atwood, a pessoa encarregue do interrogatório de Nassar. Atwood, incentivado por Hannah, tem o intuito de contar tudo o que sabe acerca do ataque e de MacLeish ao Presidente, contudo acaba por não o fazer, já que MacLeish está presente na reunião a pedido de Tom. No entanto, Tom fica com a sensação de que Atwood lhe esconde alguma coisa.

Será que Atwood e Hannah não vão conseguir contar a Tom a verdade sobre MacLeish antes de este se tornar Vice-Presidente? Acho que não e estou curioso para ver como isso vai afetar Tom e a sua presidência.

Entretanto, a equipa americana de atletismo vai competir à Rússia, liderada pelo Treinador Weston. No entanto, Weston é detido por posse de drogas dopantes no momento em que aterra em Moscovo. Tom toma as medidas necessárias para o libertar e trazer de volta à América, mas essas medidas tornam-se ainda mais urgentes quando Tom é avisado de que Weston é um espião da CIA e de que os Russos podem saber disso. Assim, Tom reúne-se com o embaixador Russo nos EUA, mas este mostra-se irredutível quanto à libertação de Weston. Deste modo, Tom, com a ajuda de Aaron e Emily, põe em prática outra jogada para trazer Weston de volta. Recorrendo à Arábia Saudita, Tom propõe uma troca de prisioneiros entre os três países: a Arábia Saudita devolve um prisioneiro à Rússia, os EUA devolvem quatro prisioneiros à Arábia Saudita e a Rússia devolve Weston. Tudo muito bem pensado e organizado, que tem tudo para correr bem, pelo menos até ao momento da troca de prisioneiros, já que Weston não retorna à América, pois na verdade é um agente duplo, ou seja, é também um espião Russo.

Tom é confrontado por Seth relativamente à paternidade de Leo, agora que houve uma fuga para os media, acabando por contar que na realidade não sabem ao certo quem é o pai de Leo. Alex visita o suposto pai de Leo na prisão, que em troca do seu silêncio exige perdão pelo crime cometido e a sua libertação imediata. Alex e Tom não acedem ao seu pedido, mas mesmo assim a história permanece em segredo, pois Seth consegue impedir a jornalista de publicar a notícia, fornecendo-lhe o exclusivo sobre a verdadeira história do treinador Weston.

A resposta acerca do que aconteceria a Atwood e Hannah por saberem demais sobre Catalan tivemo-la ainda neste episódio com o rapto do filho de Atwood e a chantagem feita por uma nova personagem (Mariana Klaveno de Stalker, um reencontro com Maggie Q), que o obriga a marcar um encontro com o Presidente e a dizer exatamente aquilo que ela lhe mandar ou então mata a sua família. Uma nova personagem, desconhecida para os espectadores e de que não se sabe ainda qual a ligação com o atentado e com MacLeish e Catalan.

No final do episódio, Hannah, com a ajuda de um informador da CIA, descobre que Catalan é um pseudónimo de Nestor Lozano, um cidadão americano e um traidor. Está descoberto o assassino de Nassar e uma das pessoas por detrás do ataque.

Qual a ligação de Catalan com MacLeish? Afinal qual a responsabilidade de MacLeish no ataque? Sabemos que ele tem ligação com o ataque, mas qual é o seu objetivo?

Bom episódio, mais calmo que os anteriores, mas bem conseguido e com novas descobertas que nos incentivam a querer continuar a acompanhar a vida do novo Presidente dos EUA.

David Pereira

Publicidade

Populares

calendário estreias posters maio 2024

the boys 4 homelander poster prime video

Recomendamos