Classificação

7
Interpretação
8
Argumento
8.5
Realização
8
Banda Sonora

A primeira minissérie criada pelo italiano Paolo Sorrentino juntamente com a Sky, HBO e Canal+ chama-se The Young Pope e leva-nos numa viagem até Itália, onde vemos o primeiro americano a chegar ao posto mais alto do Vaticano: Papa.

O episódio começa com a rotina matinal do novo e jovem Papa Pius XIII (Jude Law), que se prepara para realizar um discurso perante os seus fiéis. No entanto, este discurso (bastante controverso) era um sonho, uma vez que o Papa recém escolhido ainda não tinha realizado a sua apresentação oficial para o mundo. Nota-se que ele não se encontra propriamente à vontade com a ideia do discurso, ainda para mais com os Cardeais a colocarem pressão nele para realizar a dita apresentação.

Sem dúvida que Lenny Belardo (o nome de nascimento do Papa Pius XIII) é um Papa controverso e arrogante. Ele é bastante novo, o que cria alguns conflitos entre os Cardeais, já que muitos discordam da sua posição. Ele come pouco, pedindo unicamente uma “Cherry Coke Zero” ao pequeno-almoço. Não gostou que a Irmã que lhe ia preparar as refeições o tratasse com alguma cumplicidade, dando-lhe um sermão fazendo com que aquela, aparentemente, calorosa e amiga Irmã ficasse de lágrimas nos olhos. Lenny ainda tirou a regra de fumar dentro do Palácio Papal. que tinha sido imposta pelo Papa João Paulo II, o que causou bastante indignação ao Cardeal Voiello.

O Cardeal Voiello é claramente quem gosta menos do Papa Pius XIII, gerando alguns conflitos com ele. A meio do episódio vemo-lo a conferenciar com Pius sobre várias questões que necessitam ser resolvidas. No entanto, Pius diz sempre que esses assuntos deverão ser resolvidos mais tarde, incluindo o discurso de apresentação aos fiéis. A única situação a que ele responde sem hesitar é quem vai desempenhar o papel de Assistente Especial do Papa. Pius pede que seja a Irmã Mary, que foi quem o acolheu quando era um órfão de apenas 7 anos a viver num orfanato, e cuidando dele até à idade adulta. Claro que o anúncio de Pius sobre a Irmã Mary não caiu bem em Voiello. deixando aquela conversa ainda mais tensa.

Claro que Pius tem noção de que não gostam dele, daí tentar arranjar maneira de descobrir quais os Cardeais em quem pode confiar. Com bastantes jogos de poder e religião, esta série vai mostrar os conflitos entre os Cardeais e como um Papa tão novo como Pius XIII se vai empenhar na sua nova função de espalhar a palavra de Deus a um bilião de pessoas espalhadas pelo mundo. Uma banda sonora totalmente adequada aos cenários belíssimos do Vaticano, mostrando as suas riquezas que muita gente (como eu) possivelmente nunca viu. O argumento é forte e bem desempenhado, mas estava à espera de mais, algo que me agarrasse à série. Eu sou religiosa e até gostaria de um dia viajar até ao Vaticano, daí esta série ter-me chamado à atenção, só tenho pena que não me tivesse satisfeito por completo. No entanto, até sinto uma certa curiosidade em relação ao futuro percurso do Papa Pius XIII. A questão que fica é: Será que ele vai desempenhar um bom papel e impressionar os Cardeais que não confiam nele?

Aos interessados em saber mais, a série estreia em Portugal através do TVSéries já no dia 6 de novembro!

Cristiana Silva