Classificação

8.5
Interpretação
8
Argumento
8.5
Realização
7
Banda Sonora

Chance, da Hulu, traz-nos a história de Eldon Chance, um médico neuropsiquiatra. É praticamente impossível fazer a review desta série sem paralelismos com Dr. House! Ambas as personagens são homens intrincados, ambos médicos, cujo apelido dão nome às séries. Apesar de estarmos grande parte do tempo à espera de ver Hugh Laurie a coxear, de repente lembramo-nos que a série que estamos a ver é outra; aqui o protagonista é bem mais simpático.

Chance encontra-se atualmente a braços com um divórcio e uma filha na complicada fase da adolescência. Além de ser psiquiatra, o seu trabalho também se foca em aconselhar e encaminhar doentes com patologias psíquicas para o que lhe parece ser a melhor opção, médica, para os seus problemas. Recebe a visita de uma paciente com dupla personalidade e vítima de um marido abusivo, que é detetive de profissão, aconselhando-a a ser seguida por uma médica psiquiatra da sua confiança. Paciente pela qual se começa a denotar um certo interesse amoroso da parte de Chance.

Com o desenrolar da série, ficamos a conhecer uma loja de mobiliário antigo, o seu dono, o forjador e também remodelador de algum do material que é recebido na loja. Este último, veterano de guerra, é um homem de poucas palavras e de um tamanho intimidador, personagens que irão fazer parte da trama.

A dado momento, Chance recebe a visita da sua amiga psiquiatra, pedindo-lhe que vá visitar a paciente com dupla personalidade ao hospital, porque sabe que ela foi vítima de um suposto assalto. Rapidamente damo-nos conta que a mulher foi vítima, mais uma vez, do marido violento. Quando Chance tem o desprazer de conhecer o marido da paciente dá-se conta de se tratar de um homem prepotente e tendencialmente agressivo, com uma postura que se quer impor pela intimidação. Chance recorda-se de Jaclyn, a paciente, dizer que deixou de ser acompanhada pela médica que tinha primeiramente porque esta faleceu. Numa pequena investigação, descobre-se que a médica teria sido assassinada. Por associação de ideias, Chance desconfia automaticamente do marido (e detetive) de Jaclyn e começa a temer pela sua própria vida.

Quando Chance se encontra, se bem que a medo, com Jaclyn, esta diz-lhe que não terá saída para o seu problema, tem consciência de que, mais tarde ou mais cedo, o marido a vai matar. Querendo ajudar a paciente e não sabendo como, é aqui que o médico decide pedir ajuda ao veterano de guerra que, no final do episódio, lhe dá uma amostra daquilo de que é capaz.

Gostei bastante da série, tenho curiosidade em seguir e saber como irá terminar. Não estava à espera que me prendesse tanto e confesso que foi adorável voltar a ver Hugh Laurie, de quem gosto bastante. E escusado será dizer que a sua prestação foi fenomenal, como sempre foi, já desde os tempos de The Black Adder.

Ana Galego Santos