The Originals – 03×19 – No More Heartbreaks
| 02 Mai, 2016

Publicidade

Contém SPOILERS!

Que episódio! Foi desprovido de ação, mas a carga emocional foi gigantesca, fazendo com que este episódio chegasse quase à perfeição. A três episódios do season finale, temos ainda muito para ver até que os nossos originais preferidos consigam livrar-se da maldição que os persegue.

Cami foi mordida por Lucien no episódio anterior e nós já sabemos que não há cura para a mordida deste super-original. Com toda a experiência que a jovem vampira tem graças ao legado da sua família, consegue fugir para alertar o seu amado, Klaus. Depois da morte de Finn, eis que se inicia uma corrida contra o tempo para evitar a morte desta personagem e todos tentam encontrar uma solução para esta situação.

A partir do momento em que as declarações de amor começam a jorrar das bocas de Cami e Klaus, ficamos a saber que a morte é uma questão de tempo. Com a situação a piorar, Freya cria um mundo alternativo onde Klaus mantém Cami até à derradeira hora. As cenas entre estes dois, a percorrerem as memórias dos seus melhores momentos, foi épica. A banda sonora, as confissões e as trocas de olhares levam-nos a acreditar que estamos perante dois excelentes atores. Podemos dizer que a morte de Cami foi muito bem explorada ao longo do episódio, aliás, foi o tema em torno do qual girou o episódio. Foi emocionante ver a vida a esvair-se de Cami enquanto todos tentavam, ineficazmente, livrá-la de tão cruel destino. Com um episódio tão bom, e uma despedida à altura da personagem, espero que ninguém se lembre de a ressuscitar mais à frente, algo a que já estamos tão habituados (e fartos) nesta série.

Davina e Kol também criaram momentos espetaculares, sobretudo quando a bruxa crava uma adaga mágica no coração do namorado para impedir que este a mate. Mas as bruxas ancestrais fazem das suas e a jovem sucumbe perante a mordida do seu amor. Destino cruel este que, certamente, será explorado no próximo episódio. No entanto, contrariamente a Cami, julgo que Davina ainda não está completamente morta, que algo a manterá viva. Isto porque duas mortes importantes no mesmo episódio soam já a exagero por parte dos guionistas da série.

Acabámos também por ver o poder que as bruxas ancestrais, inexplicavelmente, conseguem exercer no mundo dos vivos, algo completamente impossível nas temporadas anteriores, já que o poder dos mortos apenas podia ser canalizado pelos vivos. Isto acaba por fortalecer o poder de Lucien e criar uma nova frente de combate onde Vincent começa a ganhar protagonismo.

Já no fim, Vincent e Freya começam uma nova etapa da batalha: com o sangue de Lucien, que Cami genialmente conseguiu antes de morrer, inicia-se a demanda pela fraqueza do super-vampiro. Julgo que esta busca terminará ainda esta temporada, mantendo a tradição da série em eliminar o inimigo da temporada no season finale.

Questões em análise:

  • Cami está morta, espero que assim continue. Mas Davina, está mesmo morta? Ou voltará à vida no próximo episódio? Seria um twist diabólico se voltasse como vampira!
  • Por quanto tempo teremos Aurora refém? A vampira está desejosa de cometer suicídio para evoluir como Lucien!
  • Freya e Vincent serão bem-sucedidos na busca pelas fraquezas de Lucien? Conseguirão ludibriar as bruxas ancestrais?
  • Que mais planos terá Lucien na manga? Está a um piscar de olhos de concretizar a maldição dos originais!

Rui André Pereira

Publicidade

Populares

calendário estreias posters junho 2024

Clãs da Galiza Clanes Netflix

Recomendamos