Orphan Black – 03×08 – Ruthless In Purpose, And Insidious In Method
| 09 Jun, 2015

Publicidade

03x08 - Ruthless In Purpose, And Insidious In Method

03×08 – Ruthless In Purpose, And Insidious In Method

O Jorge Lestre, impossibilitado de fazer a review desta semana, deu-me a mim a oportunidade de escrever sobre o, até agora, melhor episódio desta temporada de Orphan Black.

Como disse, na minha opinião este foi o melhor episódio de Orphan Black desta temporada. A razão é bastante simples: depois de se ter focado em expandir o seu mundo com o projecto Castor, Orphan Black voltou a centrou-se no seu ponto forte, as personagens. E entre elas recebemos um membro novo. Bem, não exactamente novo, visto que já tínhamos conhecido a Krystal pelo vídeo que a mostrava a envolver-se com o Castor Rudy num elevador. A primeira cena de “Ruthless In Purpose, And Insidious In Method” é com ela a fazer a manicura da Delphine, desconhecedora de quem tem à frente. Ora, esta cena foi feita de forma a alinhar-se com o tal vídeo, dando-nos a imagem de uma bimba oferecida. Um truque elegante já que as restantes cenas que a evolveram, habilidosamente nos lembraram que por detrás da aparência, bate sempre um coração que pode ser cativante. Orphan Black sempre foi excelente em criar-nos primeiras impressões para depois as fazer ruir. Basta recordarmo-nos da Alison ao início!

A Krystal retornou neste episódio com destaque central, já que a Rachel a incluiu no seu plano para escapar à Dyad. Em troca de traduzir o livro que o Professor Duncan deixou à Kira, ela queria fugir usando a identidade da Krystal. Entra a equipa Felix e Sarah, burlões especialistas. O Felix envolve e praticamente seduz a Krystal, enquanto ela lhe faz uma manicura. São momentos fascinantes, não só porque mais uma vez a Tatiana Maslany nos oferece uma interpretação brilhante, mas porque até o Jordan Gavaris se esmera fazendo o Felix adotar um sotaque novo para seduzir a Krystal. Ele consegue, fazendo-a abrir-se a ele, porém, tal torna-se-lhe desafiante porque, não esqueçamos, todos são versões da sua irmã. Assim, por mais que a Sarah repita para o Felix não contar toda a história à Krystal, ele sente-se tentado e quase o faz. Toadavia, em vez disso oferece-nos um momento tocante no final da interação.

Depois dos documentos roubados à Krystal, seguiu-se a tentativa de retirar a Rachel da Dyad para traduzir o livro. Contudo, no entretanto, já o livro havia sido roubado pelo Rudy ao Scott. Coitado do rapaz. Tudo o que sempre quis foi ajudar a sua amiga Cosima, mas isso implicou envolver-se com os projectos Leda e Castor e acabou com a gata ameaçada.
Felizmente, a Cosima tinha feito uma cópia e “salvar” a Rachel continuava uma opção, pelo que o fizeram. E parecia que o tinham conseguido, mas afinal a Delphine já desconfiava de tudo e só os deixou escapar com a Rachel para chegar à cópia do livro.
Eu nunca fui grande fã da relação da Delphine com a Cosima, até este episódio. Talvez seja pela posição de liderança da Delphine, que lhe confere nova dimensão, ou simplesmente por todo o jogo de desconfiança entre elas que culminou naquele momento terno antes dos homem da Dyad romperem pela casa da Mrs. S e confiscarem livro e Rachel. Só que a Rachel acabou no chão com convulsões.

O médico declarou que a Rachel teve que ser induzida em coma e não se sabe quando acordará. O livro tornou-se inútil e foi a gota de água para a Delphine. A Cosima e o Scott foram despedidos. O que é que o Scott vai fazer agora?

A grande reviravolta do episódio foi mesmo descobrirmos que foi tudo um plano da Rachel e que ela não está em coma. Afinal não foi só ela a roubar a identidade da Krystal, mas a Krystal a assumir a posição dela numa cama de hospital em coma. E, assim de repente, uma aparente vilã inutilizada voltou ao topo do jogo! Foi um movimento brilhante por parte de Orphan Black e imensamente satisfatório! Mas quem é que afinal a estará a ajudar? E porquê? Pode ser que tenhamos as respostas no próximo episódio.

Outras coisas:

– O criar de laços entre o Donnie e a Helena foi tão fofinho. E pelos vistos vital para um acontecimento chocante no próximo episõdio, pelo que aparece no preview.

– A Helena a oferecer a posição de tia à Gracie foi lindo e uma prova do quanto as personagens evoluem em Orphan Black. Helena a louca assassina, lembram-se? Ok, lembram que ela ainda o é, mas também é mais que isso!

Nota: 10/10

André F Dias

Publicidade

Populares

calendário estreias posters junho 2024

la brea 3 poster

Recomendamos