Orphan Black – 03×06 – Certain Agony of the Battlefield
| 24 Mai, 2015

Publicidade

 

03x06 - Certain Agony of the Battlefield

03×06 – Certain Agony of the Battlefield

Os clones estão de volta esta semana com respostas para os recentes twists que envolvem o Projeto Castor. Sarah está em mau estado e Helena aventura-se pelo deserto; Cosima e Delphine descobrem as semelhanças entre a estranha doença de que Gracie e outras tantas raparigas sofrem e os clones masculinos; Alison tenta elevar o seu negócio a um novo patamar e Paul descobre as intenções da Dra. Coady. Felix encara Rachel em busca do paradeiro da sua irmã que está há cinco dias desaparecida.

Como já temos visto vezes e vezes sem conta, Orphan Black prima pela imprevisibilidade do seu argumento e pelas extraordinárias prestações dos seus protagonistas. O fator ciência é contado de forma leve e de fácil compreensão, o que faz com que a série não procure ser demasiado presunçosa com o tema em questão. A estranha doença que parece afetar as jovens mulheres que se envolveram sexualmente com os clones masculinos do Projeto Castor tem um significado que ninguém esperava, o que alimenta e cria novos percursos científicos interessantes e lógicos. O espectador é encaminhado para entender o propósito de todo o rumo das personagens e da narrativa complexa e, o facto de o fazer, de forma clara e sem grandes devaneios científicos, dá um carisma ainda maior à série.

Em Orphan Black há sempre surpresas, momentos de uma estranha insegurança que se entranha na pele e nos diz: “vai acontecer alguma coisa não tarda nada”; esta sensação magnífica que fulmina o suspense e nos faz roer as unhas todas das mãos é mais um golpe de mestre, à medida que a série vai alargando os seus géneros e expande a sua qualidade. Em “Certain Agony of the Battlefield” o público é confrontado com uma escrita multifacetada onde consegue soltar sorrisos, franzir a sobrancelha e ainda levar a mão à boca em estado de choque. Aubrey Nealon, o argumentista em questão, não poupa nenhum género cinematográfico e enriquece o episódio com as constantes mudanças da narrativa.

Os flashbacks de Sarah também se revelam importantes assim que o papel de Beth se mostra mais relevante para a construção da personalidade da própria protagonista. Apesar de estar constantemente a progredir na ação, Orphan Black procura responder a todas as questões passadas e, de facto, Beth, até então, não tinha tido o destaque merecido. Se já no sexto episódio da temporada não temos mais unhas para roer e os nossos pêlos já estão eriçados por causa dos acontecimentos chocantes, o que será que nos vai acontecer nos próximos capítulos? Quero permanecer na ignorância porque viver esse momento icónico,que só quem é fã da série entende.

Nota: 10/10

Jorge Lestre

Publicidade

Populares

calendário estreias posters maio 2024

the boys 4 homelander poster prime video

Recomendamos