Game of Thrones – 05×03 – High Sparrow
| 02 Mai, 2015

Publicidade

05x03 - High Sparrow

05×03 – High Sparrow

Contém SPOILERS. 

Game of Thrones não é a primeira e certamente não será a última série a ser adaptada de uma saga de livros. Tal como no cinema, é uma moda muito bem-vinda. O problema é que as mudanças da série e dos livros são cada vez mais óbvias e inesperadas e sinto que em As Crónicas do Gelo e do Fogo e Game of Thrones vão ter finais diferentes. Muitos estão descontentes com o rumo que a série está a tomar mas isto é uma adaptação. Quero ver onde é que isto vai dar. Não se esqueçam que no final da temporada já não há mais livros. A história de Bran até acabou na temporada. Se já andam enfurecidos com o que anda a acontecer imagino a loucura que não haverá para o ano! Já percebemos que a série vai acabar (muito) antes de Martin lançar A Dream of Spring portanto prefiro que se afastem dos livros. Assim todos saberíamos o final antes de sair o último livro.

Relativamente ao episódio, nem imaginam o quanto fiquei nostálgica! Foi muito Stark num só episódio. Sansa. Arya. Jon. Todos eles, de uma maneira ou de outra, voltaram às raízes. Já não víamos isso há tanto tempo! Especialmente nas meninas.

King’s Landing

Tommen e Margaery casaram. Uau. Margaery está, decididamente, no pódio como a personagem que mais vezes casou na série. Na segunda temporada, desposou o nada homossexual Renly Baratheon (que até andava enrolado com Loras, o irmão dela. Afinal não é só em Once Upon a Time, as famílias em Game of Thrones também são complicadas!). Na temporada passada deu o nó com o adorável Joffrey Baratheon(?) mas esse foi sol de pouca dura. O rapaz engasgou-se no vinho (com uma ajudinha da avó da noiva) e não passou do copo d’água. Agora foi a vez de Tommen, o caçula de Cersei. Para Margaery, este foi o melhor arranjo de todos. Tommen é jovem, gentil e inocente. Literalmente, uma brincadeira de criança para a nova rainha.

Então não demorou muito para Tommen querer despachar a mãe para o Rochedo de Casterly. Cersei percebeu logo de onde vinham aquelas ideias. Estou mortinha para ver um verdadeiro confronto entre as duas. Cersei já não tem o poder mas, como Roose Bolton disse a Baelish em Winterfell, ainda tem muitos amigos. Será que vai usá-los para destruir a inimiga?

Ainda na capital, vemos o conceituadíssimo Alto Septão em aventuras menos próprias para um representante dos sete deuses. É castigado por Lancel e o resto da seita, o que leva Cersei a procurar o Alto Pardal que dá nome ao episódio. Há várias diferenças entre a personagem da televisão e a do livro, mas vamos ver como é que a sua história se desenvolve.

Fosso Cailin

Não restam dúvidas. Mindinho e Sansa dirigem-se para Winterfell. E a razão é chocante. Baelish arranjou o casamento de Sansa e Ramsay Bolton… Como?! Acho que até empalideci. Sansa sofreu que se fartou em King’s Landing. Encontrou relativa paz no Ninho. E agora querem casá-la com o Ramsay? Ele é igual ao Joffrey só que pior, porque, ao contrário do falecido (e bem falecido) rei, ele não tem medo de ninguém nem é cobarde! Viram bem o que ele fez a Theon Greyjoy?! Não façam isso à pobre Sansa!

Brienne e Podrick contiuam a seguir Sansa e Petyr. E aproveitam a pausa para se conhecerem melhor. Ela nunca confiou nele no livro, mas a relação deles na série é diferente. Não achei mal ela abrir-se com ele. Eles são agora uma das minhas duplas favoritas!

Winterfell

Empregada: Welcome home, Lady Stark. The North remembers. 

Winterfell a ser reconstruído é uma alegria para o meu espírito. Ver os Bolton no comando dá-me comichão. Mas nem isso me impediu de contemplar Sansa ao retornar a Winterfell. Há quanto tempo é que um Stark não estava lá? Há demasiado! Só queria que as circunstâncias fossem outras. Sansa vai sofrer tanto nas mãos de Ramsay. Ela concordou com isto para se vingar dos Bolton mas como é que planeiam fazer isto? Será que Brienne vai chegar a Winterfell? Será que Sansa vai ter o apoio dos antigos súbditos dos pais? Será que ela vai chegar a casar-se com Ramsay? Myranda não está nada feliz. E, como sabemos, ela é quase tão maluca quanto o namorado.

Muralha

Não sei se hei-de dar um abraço no Jon por ser tão honrado ou um estalo no focinho por Jon ser tão honrado. Eu bem vi o brilho nos olhos do irmão quando Stannis lhe ofereceu a oportunidade de se tornar Jon Stark (e aqui só tenho que louvar Kit Harrigton por estar a melhorar a olhos vistos enquanto ator). De vingar a família e o senhor de Winterfell.

Jon: Winter is coming. 

OK, bolas! Já vamos na quinta temporada e, por muito icónica que seja (a frase dos Stark e tal), uma pessoa já se pergunta… QUANDO RAIO É QUE ESSE DITO INVERNO CHEGA? Não que a história não esteja interessante porque está bastante. Só que David Benioff e D. B. Weiss só têm mais duas temporadas (acho que eles só têm sete temporadas planeadas, certo?) para mostrar tudo aquilo que falta? O Inverno que se avizinha será compartimentalizado em duas temporadas, se tanto. Chegará?

Enfim. Jon tem o seu primeiro grande desafio enquanto Senhor Comandante da Patrulha da Noite. Honra Allister Thorne ao nomeá-lo chefe dos rangers mas Janos Slynt recusa-se partir para reconstruir Greysgard. Jon não tem outra opção que não executá-lo. Tal como o pai, é ele próprio que decapita Slynt (muito comparam isto ao que Daenerys não fez no episódio passado mas é discutível). A cara dele quando Slynt implora o perdão… o desprezo naquele olhar. Muito bom.

Volantis 

Tyrion está farto. Farto de viajar. Farto da carruagem. Farto de Varys. Até eu estaria. Como tal, convence o amigo a darem um passeio por Volantis. Tinha tudo para correr mal, e claro que correu. Jorah Mormont ainda chora ter sido expulso pela sua amada e aproveita Tyrion para entregá-lo a Daenerys. Um bocado redundante, visto que era para Meereen que ele se dirigia, mas pronto. A questão é saber se eles chegam à cidade… antes de pensar se Dany perdoará Jorah. O que fará Varys agora?

Braavos

Não estou a mentir quando digo que foi a segunda vez na minha vida que chorei por uma espada. Só mesmo esta série para me emocionar com, repito, espadas!! Primeiro foi quando Tywin Lannister (que o diabo o tenha) derreteu Ice, a espada dos Stark. E agora foi quando Arya estava para se livrar de Needle. A espada que Jon lhe deu. Para ser ninguém, para deixar de ser Arya Stark. Depois de tudo o que sofreu, sem família – com os irmãos perdidos dela pelo mundo – e sem ninguém em quem confiar, quem pode condenar Arya em querer mudar a sua vida radicalmente? Todavia, deixar de ser alguém não é fácil. Arya sem Needle não é Arya. E, sinceramente, eu não quero que Arya Stark deixe de ser Arya Stark. Jon recusa-se a ser um Stark. Não podemos perder outro! Ainda tenho esperança numa reunião Stark. Estúpido, eu sei. Mas uma rapariga pode sonhar!

Nota: 9/10

Maria Sofia Santos

Publicidade

Populares

calendário estreias posters maio 2024

mayfair witches estreia

Recomendamos