The Following – 03×06 – Reunion
| 02 Abr, 2015

Publicidade

03x06 - Reunion

03×06 – Reunion

Joe Carrol parece estar de regresso à série, e ainda bem. Como vimos na semana passada, Ryan foi visitá-lo à prisão com o intuito de recolher informações que o ajudassem a encontrar o Dr. Strauss. Mas em troca Joe pretende que Ryan o venha visitar diariamente até ao dia da sua execução, algo com que Ryan concordou e tem vinda a cumprir, apesar de ter as suas intenções.

Segundo Joe, Strauss irá procurar alguém da sua maior confiança, tal como ele havia feito, e que faz todo o sentido porque neste tipo de vida tem mesmo de ser alguém da nossa maior confiança.

E isto leva-nos para Beacon, onde Strauss se irá encontrar com o seu melhor aluno. Pois é, desenganem-se os que pensavam que Joe era o pior dos pesadelos para Ryan. Alguém pior está para vir e a sua introdução promete bastante.

Como a maioria dos mais conhecidos serial killers, Theo tem impulsos assassinos desde muito jovem e conhece Strauss quando fica ferido numa das suas aventuras. Strauss reconhece imediatamente o potencial do rapaz e ensina-lhe alguns truques de como poder vingar nesta vida. A verdade é que Theo já anda nesta atividade há mais de uma década e é apelidado de fantasma, uma vez que ainda ninguém foi capaz de o apanhar.

Para vingar por tanto tempo numa atividade clandestina como esta é necessário um excelente trabalho de camuflagem e Theo fê-lo na perfeição. Para além de possuir um família, que aparenta não ter a mínima ideia do que o homem faz na realidade, ele é ainda um excelente hacker e que lhe facilita e muito cobrir os seus movimentos.

Mas a instrução de Strauss não foi totalmente do agrado de Theo e este acaba mesmo por estrangular até à morte o seu mentor, pelo fato de o mesmo o ter forçado a expor-se. Tenho-vos a dizer que ele tem um grande instinto de sobrevivência e a tarefa de Ryan não será nada fácil.

No que toca à vida do nosso trio, as acusações a que os mesmos foram sujeitos parecem ter desaparecido assim do nada e Gina acabou por levar com as culpas, sem na realidade ter culpa alguma.

A relação entre Mike e Max continua muito tensa, apesar de estar confiante de que esta última continua a gostar de Mike. Mas os instintos que nasceram em Mike depois da morte do seu pai afastam Max dele, e com razão. Mike é cada vez mais uma bomba relógio e qualquer dia aquilo vai dar para o torto.

Tom foi apanhado no meio disto e graças ao sistema de vigilância montado por Daisy e Kyle vai tomando conhecimento de alguns dos anteriores atos de Mike.

Continuamos numa senda de episódios em que muito pouco se tem passado e as coisas não têm desenvolvido muito. A única coisa que realmente apreciei foi a introdução de Theo que, na minha opinião, foi feita da melhor forma e que me deixou verdadeiramente interessado nos seus próximos passos.

Nota: 6.5/10

Carlos Oliveira

Publicidade

Populares

calendário estreias posters junho 2024

station 19 abc

Recomendamos