Gotham – 01×19 – Beasts of Prey
| 22 Abr, 2015

Publicidade

01x19 - Beasts of Prey

01×19 – Beasts of Prey

 

Contém SPOILERS. 

Depois de um mês e meio de hiato, Gotham está de volta para os últimos quatro episódios da temporada. A FOX prometeu-nos que nada iria ser igual. Numa temporada de estreia um tanto irregular em termos de qualidade uma mudança pela positiva era bem-vinda.

Harvey: Fly too close to the sun, you’re gonna ger burned. 

Jim está determinado a mudar as coisas na GCPD, por aceita um caso de homicídio recomendado por um colega. Do que ele não estava à espera era de se ver em mãos com um serial killer. Ogre. Milo Ventimiglia é um homem que seduz e posteriormente rapta mulheres para servirem de suas esposas e, quando percebe que não está a funcionar, mata-as. Nas palavras de Leslie, claro que é um monstro. E quando souber que Gordon anda atrás dele vai atrás dos seus entes queridos… Será que vai atrás de Leslie ou vão arranjar maneira de trazer Barbara de volta com isto tudo? Ela era a noiva de Gordon (coisa que parece ter acontecido há mil anos atrás). Contudo, parece-me demasiado cedo para Loeb retaliar Gordon. Mas pronto, vamos ver o que vai sair daqui. Gostei do Ogre. É charmoso e cruel e lunático.

O nosso Penguin não fez muito. Andou atrás de um bar por motivos desconhecidos até ao final. Quer matar Maroni. Não posso dizer que estou surpreendida. Mesmo sabendo que está a salvo enquanto Falcone respirar, quer tratar do assunto com as próprias mãos, recusando-se a depender de terceiros. Ele não descansou enquanto não se libertou da asa de Fish, não foi?

Acho incrível a maneira como Robin Lord Taylor consegue tornar o seu Oswald Cobblepot uma pessoa tão adorável e assassina ao mesmo tempo. A mudança de expressão, o sorriso. Uau. Sei que foi um pormenor, mas adorei quando ele passou mesmo pelo seu futuro inimigo. Agora que penso nisso, Bruce ainda não se cruzou nem com Nygma nem com Cobblepot.

Fish Mooney decidiu fugir de uma vez daquela ilha de horrores. Tudo bem que ela é mafiosa, mas até para ela há limites para a crueldade do ser humano. Não a posso culpar. A imagem do homem todo cosido continua bem viva na minha memória. Enfim. Achei um bocado irrealista o Dr. Dullmacher não a ter revistado quando a encontrou no gabinete. Mas o resto foi emocionante. Ainda cheguei a pensar que ela fosse abandonar os amigos. E aquele final? Uou. Fish nem sequer sabe em que parte do mundo estão, quanto mais o destino a seguir! Não é bem clara a época em que a série se passa, mas aposto que o helicóptero não tem GPS…

Nunca a diferença entre Selina Kyle e Bruce Wayne foi tão óbvia como neste episódio. Sabemos que e relação entre estes dois sempre teve muitos altos e baixos devido aos valores morais de ambos. Cat faz o que tem que ser feito. Claro que isto tem a ver com o facto de terem crescido em mundos quase opostos. O jovem Wayne é muito verde e é neste tipo de episódios que se nota mais o longo caminho que ainda tem a percorrer até se tornar no super herói. Selina, por outro lado, está muito mais próxima do seu alter ego. Quando viu que Bruce não era capaz de atirar Reggie pela janela não hesitou ao empurrá-lo. Talvez tenha sido a decisão certa, talvez não. Mas o instinto de sobrevivência de Cat falou mais alto. E nem o fez por ela, que nada tinha a ver com o assunto. Fê-lo por Bruce e por Alfred. Sabe que o mordomo é a única pessoa que o amigo tem no mundo. É esta ambiguidade de Selina que a coloca entre a heroína e vilã. Agora temos que ver como será a relação dos dois depois do confronto. Será que Bruce aceitará a decisão de Cat ou condená-la por ter morto o homem?

Ainda falando nos miúdos… Adoro-os. Os atores estão muito bem escolhidos, a química é inegável. O problema é que os únicos episódios em que Bruce e Selina me chamam verdadeiramente à atenção é quando se juntam e se aventuram pelas perigosas ruas de Gotham. Sou a primeira a dizer que é complicado tornar personagens infantis tão cativantes como as adultas, especialmente numa série policial/super herói. Mas podiam tentar um bocadinho mais. Afinal, estamos a falar de Batman e Catwoman.

Jim está em guerra aberta com Loeb. O Ogre continua à solta. Fish levou um tiro. Cobblepot quer matar Maroni. Selina e Bruce andam a investigar a Wayne Enterprises. Percebem o problema? As histórias são boas mas parece que cada um vive numa série diferente. Não há ligação entre os arcos. Onde anda Falcone? E Allen e Montoya? A Barbara pode ficar onde está, mas era fixe sabermos onde andam personagens que supostamente fazem parte do elenco principal. Acho que Harvey Dent e Ivy Pepper já apareceram mais vezes que a dupla de detetives.

Nota: 7/10

Maria Sofia Santos

Publicidade

Populares

calendário estreias posters junho 2024

station 19 abc

Recomendamos