Agents Of S.H.I.E.L.D. – 02×11/02×12 – Aftershocks/Who You Really Are
| 22 Mar, 2015

Publicidade

02x11 - Aftershocks

02×11 – Aftershocks

CONTÉM SPOILERS.

O regresso de Agents Of S.H.I.E.L.D. foi um regresso muito aguardado. O final da metade da temporada tinha deixado confirmado que Skye era Quake, levando-nos claramente para uma próxima metade de temporada rodeada de seres não-humanos. Skye está em quarentena depois da cena toda com Tripp e Raina no templo e, acima de tudo, este episódio serve para pôr todas as personagens em perspetiva sobre o seu futuro com a equipa daqui em diante. Entre May, Coulson e Bobbi terem feito aparições ao pé de Skye na sala de quarentena para a acalmar, Raina ter regressado em forma de peixe-balão e termos percebido que foi Skye quem causou o terramoto que matou Tripp, Aftershocks faz juz ao seu nome depois da tempestade que foi o último episódio antes deste.

Também ficamos marcados pela eliminação de elementos-chave da HYDRA, provavelmente como uma tentativa de finalizar esta arca e prosseguir com uma história diferente daqui em diante, encerrando assim este capítulo.

Fica para a posterioridade que Mack e Bobbi continuam em conversações estranhas e conspirações que parecem não ser nada a favor de Couslon ou da S.H.I.E.L.D., que Fitz decide esconder que sabe que foi Skye quem provocou tudo (especialmente de Simmons que ficou super traumatizada com a morte de Tripp e decide-se numa missão contra os não-humanos) e que Skye tem um caminho gigante pela frente para controlar esta coisa de fazer terramotos do nada!

Nota: 9/10

02x12 - Who You Really Are

02×12 – Who You Really Are

CONTÉM SPOILERS.

Ora, este episódio, para mim, foi só um pagode de rir. Não, a sério. Não me levem a mal: adorei o regresso da Lady Sif; mas não devem estar à espera de uma boa crítica depois de terem feito a vinda da equipa S.H.I.E.L.D. a terras lusas a situação mais absurda de sempre, certo?

Caída de Asgard – e aparentemente sem qualquer memória – Lady Sif aparece perdida numa praia qualquer em Faro, onde os residentes falam mais com sotaque brasileiro do que algarvio, perguntando incessantemente por Kava (que mais tarde se percebe que na tradução siginifica Chaves, local em Portugal onde o projeto dos não-humanos teria sido pioneiro). Claro que à luz desta aparição, a equipa S.H.I.E.L.D. toma conhecimento do assunto e decide partir rumo a Portugal.

O regresso da Lady Sif deu para dar uma leveza ao episódio muito bem recebida. É sempre engraçado ver a Asgardiana sem memória recente a tentar lidar com o facto de que não conhece as pessoas – até quando May lhe pergunta se ela sabe quem é Thor e ela diz que não conhece a palavra mas quando ouve apetece-lhe sorrir.

Parece que para além da Lady Sif, também um ser de outro universo decide visitar a Terra – claro associado a esta situação: um Kree, cuja missão estava diretamente relacionada com os não-humanos. Escusado será dizer que foi este zé-da-esquina que tirou a memória a Lady Sif durante uma luta, um com o outro.

Apesar do ódio de estimação entre os Kree e os Asgardianos, conseguem trabalhar todos em conjunto com uma missão simples: a de eliminar todos os não-humanos. Até aqui, todos concordam, até que finamente o resto da S.H.I.E.L.D. descobre que Skye é uma não-humana também, depois dela causar um terramoto e se alvejar a si própria para o parar. Parece que os treinos com a May não estão a ajudar assim tanto neste aspeto…

Ora a existência de um Kree no planeta Terra traz-nos uma preocupação muito grande: parece que afinal o projeto dos Não-Humanos, como já tínhamos vindo a desconfiar, é totalmente de origem Kree. Para além do planeta Terra, os Kree andaram a criar batalhões de seres não-humanos para se transformarem em gente da guerra. Até agora, para além do que veio à Terra quase em missão de desertor, para tentar impedir o reaparecimento dos não-humanos, parece que ninguém se apercebeu de que o projeto teve sucesso. Será que se vão aperceber e essa será a próxima grande luta da S.H.I.E.L.D. na série (ou até mesmo, no cinema?!)?

Após descobrirem que Skye é uma não-humana, a equipa decide que ela tem que ficar e lutar junto dos seus com esta situação. Assim é que termina a pseudo-aliança entre Kree, Asgard e Planeta Terra (só pela parte do Kree, claro, que vai sem memória para o seu planeta desgraçado graças a Bobbi), ficando Coulson e a equipa S.H.I.E.L.D. com a responsabilidade de supervisionar Skye.

Resta apenas a curiosidade de como irão todos lidar com isto, uma vez que já se percebeu que a maior parte deles tem medo de Skye e das suas reações, assim como a cena final com Hunter a descobrir que Mack e Bobbi realmente andam a esconder algo e Mack a dar numa de maluco e atacar Hunter por causa disso. Estará tudo a ficar doido?!

Fiquei claro, muito irritada, por num episódio que claramente se devia passar entre Faro e Chaves aparecer uma bandeira suspeita dos Açores e por ninguém ter noção de como falar português sendo que de entre tanta gente tivemos direito a sotaque americano, brasileiro e espanhol e a um inglês mais perfeito do que o próprio português. Vá lá, ABC, nem se esforçaram!

Nota: 7/10.

Joana Pereira.

Publicidade

Populares

estreias calendário séries março 2024

interview with the vampire

Recomendamos