Homeland – 04×10 – 13 Hours in Islamabad
| 09 Dez, 2014

Publicidade

04x10 - 13 Hours in Islamabad

04×10 – 13 Hours in Islamabad

Contém SPOILERS!

Depois de uma semana de pausa, “Homeland” está de volta para os últimos três episódios deste ano.

Depois do ataque ao comboio em que Saul e Carrie seguiam, muitos chegaram a teorizar que eles poderiam estar noutro comboio que não aquele. A verdade é que eles estavam mesmo lá, e sem grande surpresa escaparam apenas com algumas lesões superficiais.

O exército americano veio para resgatar sobreviventes, e os corpos dos que tiverem menos sorte, mas acabaram por se ver no meio de mais uma emboscada. Carrie pediu ajuda a Khan, mas devido à influência de Buster, ela só chegou quando as coisas já estavam mais calmas.

Mas a principal narrativa era a que estava a acontecer dentro da embaixada. Quinn ainda tentou fazer com que os fuzileiros regressassem a tempo de os ajudar, mas devido à emboscada exterior tal não aconteceu.

Assim sendo há que seguir o protocolo determinado para estas situações. A embaixadora e as pessoas mais importantes refugiaram-se dentro de uma sala segura. No meio delas encontra-se Lockhart que tem em sua posse a lista dos contactos que Sandy havia construído enquanto lá trabalhou.

O verdadeiro objetivo que Haqqani tinha quando preparou a invasão era recuperar essa lista, a fim de acabar com os que ele apelida de traidores.

Para tal recorre à tradicional chantagem emocional, ao executar alguns reféns, o que fez com que Lockhart cedesse. Só que mesmo ao atender às exigências do terrorista não conseguiu evitar que Fara fosse morta. Isto despertou toda a fúria de Quinn, que mesmo alvejando Haqqani tal não foi o suficiente para impedir a sua fuga.

Com tudo isto acaba a pate mais intensa do episódio, restando agora chorar os 36 mortos e para Quinn arranjar uma forma de conseguir vingança sobre Haqqani.

Tudo bem que Quinn ficasse afetado com a morte de Fara mas não vejo razão para ter interrogado Saul daquela forma. O homem passou por momentos muito difíceis enquanto esteve sequestrado e agora tudo o que ele necessita é de descanso.

Max estava coberto de razão quando disse a Carrie que o que Fara sempre quis foi algum elogio por parte dela. Ela acabou por reconhecê-lo, mas já foi tarde de mais.

Tudo isto caiu muito mal na Casa Branca e o Presidente ordenou o fim das relações diplomáticas entre os EUA e o Paquistão. Isto significa que todos vão regressar a casa.

Carrie inicialmente não oferece resistência à decisão do Presidente, mas o mesmo não se pode aplicar a Quinn. Ele saiu à socapa da embaixada e preparou uma emboscada aos homens de Haqqani. Como resultado ele sequestrou Ghazi como tentativa de chegar ao terrorista.

A falta de Quinn só é notada quando todos se preparavam para regressar a solo americano. Sabendo dos planos que ele tinha, Carrie pede a Lockhart que lhe dê cinco dias para recuperar o seu amigo. Lockhart acabou por lhe conceder esse prazo, mas deixando bem claro que ela não teria apoio no terreno.

Quero só deixar uma pequena nota ao que se passou entre Dennis e Martha. Mais uma vez ele provou que não passa de um cobarde, que nem coragem teve para se suicidar, mesmo depois de todos os apelos que fez à esposa. Regressa agora aos EUA em custódia, onde será julgado pelo crime de traição.

Restando agora apenas dois episódios, acredito que o final desta temporada seja focado na busca de Quinn e Haqqani. Conseguirá Quinn a vingança que tanto anseia? Ou acabará morto como Carrie lhe avisou? Veremos como se desenrolará o restante da história deste ano.

Nota: 8/10

Carlos Oliveira

Publicidade

Populares

calendário estreias posters maio 2024

the boys 4 homelander poster prime video

Recomendamos