How To Get Away With Murder – 01×08 – He Has A Wife
| 18 Nov, 2014

Publicidade

01x08 - He Has A Wife

01×08 – He Has A Wife

[Contém SPOILERS]

Foi um episódio em que aconteceu um milagre, mas o amor está moribundo nesta série.

A que milagre me refiro eu? Bem, foi um milagre para mim pelo menos. Se tiverem vindo a reparar, principalmente na review passada, tenho vindo a criticar a personagem da Rebecca dado a sua bidimensionalidade e pouco desenvolvimento. Afetou-me particularmente quando ela referiu que era amiga da Lila depois de episódios e episódios sem qualquer demonstração emotiva acerca da morte dela. Anda How To Get Away With Murder a escrever sobre o joelho ou sou simplesmente eu a não conseguir ver a linha que está a ligar as coisas? Pergunto isto porque em “He Has a Wife”, somos transportados em flashes para a relação entre a Rebecca e a Lila, e por tudo o que é sagrado, se não foi uma das coisas mais genuínas que vi nesta série até agora! As cenas, tal como a relação, eram fluídas e havia um química completamente credível entre as personagens. Nestes momentos eu gostei da Rebecca! Milagre, digo-vos!

Passando à frente. Falemos de l’amour! Essa coisa existe nesta série? Verdadeiramente? Porque eu não sei se chame aquilo que existe entre o Wes e a Rebecca de amor. O quer que tenha havido entre o Connor e o Oliver, se era amor, foi ferido de morte pela traição do Connor. A Michaella está prestes a casar-se com um rapaz, não por amor, mas pela visão de vida que ela tem para ela. O que havia entre o Frank e a Laurel parece que envolve uma terceira, quer dizer, quarta pessoa: a namorada do Frank. Neste episódio, tanto a Bonnie como a Annalise finalmente disseram basta em relação ao Sam, acabando como que parecia mais uma teimosia e uma dependência do que qualquer outro sentimento. É a raiz de HTGAWM assim tão cínica em relação ao amor? Fica o pensamento!

Vamos à parte mais fraca do episódio, como todas as semanas uma desculpa para propulsionar a narrativa. Desta vez foi uma mulher, uma esposa, sonâmbula que foi apanhada em sonambulismo a limpar o sangue do corpo da babysitter. Coisas descobrem-se, plot twist, alas(!), a mulher era inocente! Tanto o marido como o filho andavam a dormir com a babysitter e quando o marido descobriu do filho, matou-a! (Veem? Mais traição! Where is LOVE?)

Na consequência da descoberta de que a Lila estava grávida, a Annalise enfrenta o marido mais uma vez, e este garante que não sabia. Mais uma vez, ele podia estar a mentir, mas tal é quase impossível de saber…quase…não tivesse sido ele demasiado ansioso em arranjar aliados. Pensando que seria uma forma de a manipular dado que sabia do interesse da Bonnie por si, o Sam beijou-a, mas ela não foi assim tão parva. Percebendo estar a ser manipulada, correu arrependida à Annalise a contar-lhe o que aconteceu, que o marido provavelmente sabia que a Lila estava grávida e ainda revelou que a Lila chegou a ir-lhes a casa para falar com ela. No entanto, para proteger o Sam, ela mandou-a embora. Perdida, despedaçada e furiosa, a Annalise despediu-a. Parece que só para o próximo episódio se ficará a saber quem matou o Sam, apesar de no episódio passado eu ter ficado com a impressão que havia sido a Rebecca. E agora a Bonnie parece uma excelente candidata!
Por acaso, a tensão entre a Annalise e a Bonnie neste episódio serviram para um pensamento interessante. Já havia mencionado a diferença entre a Annalise mulher e a Annalise advogada, mas sem um aspeto díspar fundamental entre ambas. A Annalise mulher está maioritariamente sozinha ao contrário da Annalise advogada que tem uma enorme força de equipa por detrás de si. Não é então apenas natural? Afinal de contas é sozinhos que nos encontramos na nossa forma mais frágil.

No entretanto, a Annalise andou a fazer das suas. Contou da gravidez ao Wes, pedindo-lhe para não contar à Rebecca já que ela podia ter uma reação que a prejudicaria. Mas será que as suas intenções em contar ao Wes foram assim tão boas? É que ele foi logo a correr a contar. Estará a Annalise, como o Wes no final do episódio pensou, a manipulá-los para alguma coisa? Já não digo nada!

Quando soube da gravidez, a Rebecca entrou em contato com o ex-polícia ex-amante da Annalise. Conjuram um plano de a Rebbeca conseguir cabelo do Sam para fazerem testes de paternidade, infelizmente ela não consegue passar muito tempo na casa da Annalise antes do Sam a expulsar. No entanto, com a realidade de que o marido pode ser o homicida lenta, mas certamente a afixar-se na mente da Annalise, ela própria ordenou a analise de DNA a TODOS os homens envolvidos na vida da Lila, inclusive professores! Eu diria que as coisas estão a ficar pretas para o Sam. Mas o homem morre, não há muito mais negro!

A Rebecca e o Wes discutiram por ela andar a encotrar-se às escondidas com o polícia. E ela fugiu. Enfim, hábitos…e de qualquer forma já sabemos para onde ela foi!

Bem, próximo episódio, finalmente(!), a noite do homicídio do Sam. Já andava farto de flashs para aqui e para acolá! Até para a semana!

Já mencionei que adorei os flashes entre a Rebecca e a Lila?

Outras coisas:

– Adoooooorei que a Michaella não tenha conseguido dar o estalo à futura sogra. Por alguma razão pareceu-me muito mais satisfatório!

– Razões porque não gostei do caso: história meio parva; atores maus eram maus.

Nota: 8/10

André F Dias

Publicidade

Populares

calendário estreias posters maio 2024

mayfair witches estreia

Recomendamos