How To Get Away With Murder – 01×03 – Smile, Or Go To Jail
| 15 Out, 2014

Publicidade

H

01×03 – Smile, Or Go To Jail

Dissimulação. Parece ser um tema subcorrente em How To Get Away With Murder. Já havia questionado os colapsos emocionais da Annalise e a sua veracidade. Por esta altura já não há grandes dúvidas, são genuínas. A persona durona que ela mantém é a fachada, uma que é vantajosa na sua carreira.

No caso desta semana, uma mulher foi apanhada a masturbar um homem em local público. Um caso deveras aborrecido para os alunos de Annalise, mas que depressa se torna mais interessante quando aparece o FBI que lhe correspondeu as impressões digitais com as deixadas num atentado terrorista 10 anos antes, para surpresa do seu marido e filhos. HTGAW conseguiu surpreender-me com este caso. Por certo quando foram falar com o líder do culto, ex-amante da soccer mom, e ele aceitou depor a dizer que ela nada sabia sobre o caso, já se estava mesmo há espera que ele a traísse em troca de qualquer redução na pena. Agora toda a situação ter sido criada para que ele conseguisse o acordo, ser libertado e fugir com ela antes do caso ser encerrado e ela condenada? Palmas! Não esperava mesmo! Dissimulação…

…e manipulação. O que me leva ao segundo ponto. O foco desta semana incidiu na ambiciosa e snob Pratt. Ela está noiva de um rapaz com quem o Connor dormiu nos tempos de colégio interno. E o Connor passou todo o tempo a massacrar a Pratt com isto. Um poderia dizer que foi de manipulação que se tratou. A Michaela, de uma personalidade tipo A, dada à inflexibilidade, é o tipo que quando começa a rachar, quebra. O noivo jura que só aconteceu uma vez, que não é gay, mas como pode a Michaela ter a certeza?
Pergunto-me, porém, se HTGAWM, quer ser assim tão negro. Claro, lida com a defesa de assassinos e as suas personagens cometeram um assassínio elas próprias. Mas o Connor a manipular desta forma a Michaela? Estava ele a ver uma oportunidade de alargar as frinchas no âmago da Pratt? Eu prefiro uma explicação menos maquiavélica. O Connor tinha 16 anos quando dormiu com o Aiden. Talvez tenha acontecido mesmo só uma vez como o Aiden disse. Mas talvez o Connor quisesse mais. 16 anos, tempo de primeiros amores. Talvez todo aquele massacrar da Michaela se tenha devido a ciúme e ressentimento. A sua rival prestes a casar com alguém que amou e o rejeitou depois de uma noite? Tem que doer. Aquela cena no bar, em que o Connor está num estado bastante patético, certamente que parece indicativo desta teoria.
Pontos para HTGAWM por estabelecer as tais frinchas na armadura da Pratt tão cedo na história. Explicam a quebra que ela teve na noite do “futuro”. Personalidades tipo A também são aquelas que se dão melhor que os restantes no gume da lâmina. Que ela não tenha ela tomado a liderança nessa noite e conjeturado um plano para resolver o assunto, seria estranho. Lembram-se da Alice em Orphan Black a ajudar o Donnie? E mesmo no primeiro episódio, a Pratt a livrar-se do polícia? Seria essa a predefinição da Michaela. Mas logo no início do semestre já estava ela a quebrar; adicionar homicídio a isso? Pois…

Entremos então no que anda a acontecer pelo caso do homicídio da Lila. A Rebbeca a ser acusada e o Wes desesperadamente a tentar ajudá-la. De tal forma que arranjou todo um discurso de a Annalise defender pobres e inocentes. Ele tem visto os mesmos casos que nós? A alternativa? Manipulação, ao apelar a um senso de consciência que acha existente na advogada, porque de certa forma o viu da outra vez, na casa de banho. Ela acaba por aceitar defender a Rebecca em vez do Griffin. Mas que se tenha sequer envolvido no caso deve-se ao amante polícia lhe ter mentido ao dizer que confirmou o alibi do marido na noite do homicídio da Lila.

Outras coisas:

– A Annalise e os Cinco não terem ganho o caso foi uma boa reviravolta também, já que eles ganharem sempre – independentemente de culpa ou não do arguido, lembremo-nos – seria rebuscado.

– O polícia confirmou o alibi do marido da Annalise e ela “Ainda bem! Vamos fazer sexo?” Foi basicamente isso, não foi?

– O Frank está com ciúmes da Laurel. Que fofo… *ler em tom irónico*

– Asher, continua um grande LOL.

– A Annalise chama sempre os mesmos a participar. Que boa professora (?)

– A Pratt perdeu o anel de noivado na noite do homicídio do Sam. Ups? O anel vai voltar para lhe morder.

Nota: 8.6/10

André F Dias

Publicidade

Populares

calendário estreias posters maio 2024

trying 4 apple tv+

Recomendamos