The_Blacklist_-_Episode_2.01_-_Lord_Baltimore_-_Promotional_Photos_(7)_595_slogo

Depois de um verão tão curto para ser verdade cá estamos nós de volta ao único motivo que nos fez desejar que o Outono viesse bem rápido. Está na hora de descalçar as havaianas, enfiamos as pantufas, pegamos na caneca do chá e nas bolachas e voltamos ao sofá a espera do “acontecimento”.
Talvez para alguns desconectados como eu o início da história não tenha logo trazido as memórias da temporada passada, até porque nas primeiras imagens do episódio Red está refém, dentro de um jeep a ser perseguido no meio da selva. (Como raio foi ele ali parar? O meu primeiro pensamento da temporada).
Nesta “première” não existe um flashback do que se passou na última temporada mas existem muitos apontamentos para nos relembrarmos do ponto em que ficámos. Harold esta em recuperação, já em casa. CLARO que Red lhe faz uma visita, para afirmar que não acredita na honestidade ou capacidades do seu sucessor e “negociar” a sua volta à equipa.
Lizzie e Ressler são encaminhados para terapia depois do ataque e morte da agente Malik. Ressler vê a terapia como Drácula o amor pela cruz…
Acho que recordando o final da temporada estava à espera de um retorno “#awesome” mas nem por isso…Pelo menos por agora é claro. Depois dos 40 minutos mais aguardados dos últimos meses, e de um pacote de bolachas (que desejo nunca ter existido na minha vida) a sensação com que fiquei é que não avançamos na história. Andámos em círculos.

Somos levados de volta à saga Red e Berlim e um novo assassino, desta vez uma menina, Lorde Baltimore (Krysten Ritter).
Sofre de um transtorno dissociativo de identidade, onde assume ora a identidade de Rowan, a irmã inocente (que foi morta por esta), ou a sua verdadeira identidade, Nora a assassina.
Ao contrário do que pensámos, esta não foi contratada para matar Red mas para encontrar e capturar a sua ex mulher Naomi (papel interpretado pela bela Mary Louise Parker).
A semelhança do que este fez com a filha de Berlin também a sua ex lhe será enviada em pedacinhos…

A referir:

– Durante a visita a Harold, Red faz referência a um evento a que os dois estariam ligados no Kwait. Acontecimento com importância suficiente para Red o “negociar” pela volta de Harold ao trabalho…( Coisa que acabou por conseguir). Estará este mais ligado a esta embrulhada do que pensámos? E depois a referência a um suposto diagnostico que teve conhecimento durante o seu internamento?!!! Não vos cheira a esturro?

 – Supostamente Tom morreu na temporada passada mas temos vislumbres de alguém a vigiar a Lizzie com uns óculos iguais aos que Tom usava. Será Tom? Ou somente uma coincidência de duas pessoas com muito mau gosto na escolha dos óculos?

 – Lizzie durante um vislumbre da sua imagem no vidro decide mudar de visual e cortar o cabelo.Não é uma grande mudança verdade se diga mas é qualquer coisa

 – Tendo em conta que esta acção se passa durante um único dia, como é que Red consegue dar um pulinho nos Camarões, passar em NY e ir até Washington, D.C?

– Mesmo depois de vermos o primeiro bocadinho de Naomi dentro da caixa (para os mais curiosos, um dedo), não ficam com a sensação que é “fraquinho” para o super-vilão da Blacklist?

E vocês, o que acharam do regresso?

Nota: 8/10

Marisa Vaz